Skate alegria de meninas do Afeganistão

Skate alegria de meninas do Afeganistão. Tenho lido muito a respeito dos mal tratos que acontecem e com o tribalismo aplicados as mulheres Afegãs antes e depois do regime talibã.

E ai que descobri uma pérola o livro chamado. ” “Skate Girls of Kabul”, da britânica Jessica Fulford-Dobson, que possui em sua capa abaixo uma menina de sete anos com um skate na mão a foto que ganhou o prêmio, na National Portrait Galley, de Londres.

Foto que ganhou prêmio na National Portrait Gallery de Londres ©Reprodução

ONG Skateistan

Foi ai que ouvi falar na ONG Skateistan, “fundada em 2007 em Kabul (capital do Afeganistão) pelo skatista australiano Oliver Percovich como um projeto educacional que empodera crianças e adolescentes.

Hoje, a iniciativa também está presente no Cambodia, Mazar-e-Sharif (cidade do Afeganistão) e na África do Sul, ensinando 1.200 crianças por semana através de seus programas.

Para esse grupo, skate faz parte não apenas de uma rotina de lazer, mas também de educação. “Você cai e fica em pé de novo. E isso é algo que todos nós devemos aprender.” Diz a fotógrafa.

Segundo Jéssica ela conheceu o projeto por um jornal, e daí se interessou por completo. Sobre as fotos ela diz que o skate faz coisas que ela não poderia nunca registrar se não pelas fotos.

Com o prefácio do lendário Tony Hawk, que não teve uma vida tão dura como o brasileiro Bob Burnquirts, que foi criado na favela da Rocinha, e suas histórias já haviam chegado até a autora.

O que impressiona no livro que acabei de ler, é que a leitura é de fácil compreensão, mas de muito espanto pelos mal tratos sob as mulheres, é que tem toda a razão de estar entre os 10 livros eleitos em 2015.

As fotos mostram a expressão das meninas o que é marcante no livro “a gente só ouve horrores sobre o Afeganistão.

De repente, nos deparamos com imagens de meninas “voando” no skate, rindo em seu breve encontro com a liberdade, com seus hijabs coloridos e estampados. Nos pés, tênis ou sandálias”

O declínio do Regime Talibã já aconteceu a mais de década, portanto a violência desenfreada com as mulheres aumenta em números cada vez mais alarmantes.

O aumento foi de mais de 25% segundo dados da Comissão independente do Afeganistão (AIHRC), é assustador o que estamos vivendo afirma os especialistas.

Não vamos aqui registrar as mais de 30 regras impostas pelo regime talibã, mas especialistas dizem que não mudou muita coisa, mesmo após o declínio.

O preço do livro é bem salgado (37 libras = R$ 188), mas cada imagem vale um sorriso.

Skate girls of Kabul pode ser comprado na Amazon com entrega na Europa ou encomendado através da editora Morland Tate Publishing através do email: info@morlandtate.com

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.