Felipe Neto é alvo de fake news e ameaças de morte

O nome de Felipe Neto passou a encabeçar o topo dos assuntos mais
procurados da internet, nas últimas horas. Contudo, dessa vez, a imagem do
youtuber não tinha ligação com nenhuma ação solidária e nem pela audiência no seu canal. ele sofreu ameaças graves e teve seu nome envolvido em fake news.

Pedofilia

Com olhar abatido, na última quinta-feira (30), Felipe Neto participou do Jornal Nacional, da rede Globo, para explicar como tudo havia ocorrido. Nas redes sociais, a acusação ligava Neto à casos de pedofilia e uma onda de ataques foram postados no perfil do apresentador.

Jornal Nacional

No entanto, os casos não ficaram restritos ao ambiente virtual. Dessa vez,
pessoas foram à casa do influenciador e o atacaram verbalmente sem pudor.

“Virem atrás de mim dentro da minha casa é um nível de perseguição que eu não imaginei que aconteceria. Sabe o vilão de novela, que você fala que não existiria na vida real? Ele existe, acontece, e eu estou vendo na prática até onde as pessoas podem ir. Eu nunca imaginei que fosse passar por isso.

Enfim, nunca dei qualquer margem, suspeita. E ver isso acontecendo, as pessoas inventarem posts, entretanto aquilo mostra o quão vil é o coração daquelas pessoas, o quanto elas estão dispostas a fazer”, falou ao JN.

Um dos homens que esteve na casa de Felipe se autodeclara “Cavalieri do
Otoni”. Ele é Leonardo de Souza Cavalieri Valle, que já havia publicado uma
imagem com a montagem com um fuzil em mãos rumo ao apresentador.

Segundo Felipe ele estava em um carro de som e ameaçou Felipe pelas ruas e postou nas redes sociais:

“Ontem (29/07) estive na porta do condomínio onde ele mora, e o desafiei para um debate, mas o covarde não apareceu, fica fácil se fazer de macho atrás das câmeras! Quer destruir a instituição mais importante de todas, que é a família.

Os ataques raivosos a Felipe têm sido motivados devido às críticas ao governo de Jair Bolsonaro.

A publicação que ligava o nome do youtuber aos casos de pedofilia foi gigantesca e fez com o que o nome dele foi citado em 320 mil perfis do Twitter, o que gerou 1,2 milhões de citações.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments