Trilhas de bike: dicas de segurança para iniciantes

O final se semana foi de muita chuva em Belo Horizonte, e em Minas Gerais, como um todo.

Assim, o baixo movimento de ciclistas nas trilhas de bike foi uma ocorrência realmente atípica.

Isso porque, o que se tem visto, nos últimos tempos, é o aumento de bicicletas – com ciclistas dos mais diversos níveis e interesses. Outrossim, dividindo espaço no off road.

A princípio, várias podem ser as razões que o levam a pegar sua bike e sair em direção à trilha, a saber.

Enquanto alguns estão ali para um giro “longo” de pedal (nível profissional ou semi), outros não passam nem perto disso.

Isso porque, em alguns momentos, os trechos da trilha podem acabar coincidindo para todos. Bem como as vias de acesso a elas.

Sobretudo, por nossas trilhas serem – em sua maioria – trilhas “multiuso”. Inicialmente, vamos chamando todas de “trilha” e pronto.

Decerto não está restando muita escolha, a não ser tomarmos cuidado redobrado com nossa segurança. Não é mesmo?

Por essa razão, segue um pequeno S.O.S (“Save Our Ship” – ou “salve nosso navio”) que pode os auxiliar os iniciantes, nesta introdução ao off-road. Vamos lá!

Equipamentos de segurança

Imprescindíveis. Portanto, para quem ainda não teve oportunidade de ver, a matéria da semana passada fala sobre o assunto.

Suba algumas “calçadas” – para treinar técnica

Não precisa ser nenhum Nino Schurtner. Mas, antes de ir para trilha, qualquer técnica básica de ciclismo treinada é bem vinda.

“Mão e contra mão” na trilha

Inicialmente, cada trilha possui seu sentido correto.

Algumas das vezes o sentido estará identificado com placas, mas nem sempre.

Assim sendo, “abra-alas” sempre que puder: principalmente ao perceber que a aproximação de alguém, querendo ultrapassar.

O outro ciclista – se mais experiente – assim também perceberá a dificuldade da situação e, provavelmente, diminuirá. Apenas faça sua parte.

Isso não significa, entretanto, que você deva pedalar olhando para trás, muito pelo contrário. O olhar é crucial para determinar “aonde” o pneu da sua bike vai.

Logo, olhe para frente! Esteja atento aos “sons” na trilha, para identificar aproximações.

Igualmente, tente evitar olhar para os buracos (desafio dos ciclistas, aqui, boa sorte!).

Não fique parado no meio (de circulação) da trilha

lembre-se que você pode ainda não pedalar “clipado” à bike, com o calçado preso ao pedal.

Os outros ciclistas, provavelmente, estarão. Assim, quando for freiar (e colocar o pé no (chão), o ideal é encostar sua bike, na primeira oportunidade que tiver.

Abra espaço na trilha e, dessa forma, evite acidentes.

Pedalar em zig-zag costuma não ser uma opção

Logo, se não for o caso uma subida extremamente íngreme, apenas pare.

Não jogue lixo na trilha

Fato é, definitivamente, o lixo no off road está aumentando. Carregue o seu com você (outra função para o bolso de trás da blusa de bike).

E tenham um ÓTIMO rolê, bikers!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.