Dieta paleolítica: conhecida como Paleo, trabalha equilíbrio do corpo e emagrecimento

Dieta paleolítica: conhecida como Paleo, trabalha equilíbrio do corpo e emagrecimento

Primeiramente, entenda que, independentemente, do método que você utilizará para a perda de peso o mais importante de tudo é que você estabeleça FOCO. Isso mesmo.

Pensar numa dieta que tenha a ver com você é importante. Contudo, isso não basta.

Confira mais dietas no nosso site: https://lifestyle.uai.com.br/saude/dieta-atkins-reducao-de-carboidratos-e-diminuicao-de-peso/

Portanto, planeje exatamente o que você quer com essa dieta e assim conseguirá chegar aos resultados.

Conhecida como paleo, a dieta paleolítica não nasceu hoje e é total baseada com o que os nossos ancestrais das cavernas comiam para sobreviver.

Dessa forma, dentro da proporção, é baseada em 19 a 35% de proteínas, 22 a 40% de carboidratos e 28 a 47% de gorduras.

Ela é ideal para quem precisa baixar peso e a base dela é o consumo de alimentos frescos, gordura saudáveis, nozes, carnes com baixo teor
de gordura, peixe e marisco.

As frutas e os vegetais devem ser consumidos de preferência crus e em alta quantidade. No caso das frutas, deve-se priorizar a ingestão com cascas e bagaços.

Confira outras dietas: https://lifestyle.uai.com.br/saude/dash-dieta-que-nasceu-nos-estados-unidos-a-partir-de-pesquisas-emagrece-e-facil-de-fazer/

Com as carnes é indicado a prioridade daquelas com baixo teor de gordura, por exemplo frango, porco e peixes.

As gorduras boas são ideais e ótimas auxiliares no equilíbrio de todo o organismo.

Por isso, as amêndoas, castanha do Pará, castanha de caju, avelãs, nozes, pistache, macadâmia, abóbora, gergelim e sementes de girassol são ideais nesse tipo de alimentação saudável.

Além disso, o abacate e o azeite são opções sem muito bem-vindas de gordura boa e faz muito bem para o equilíbrio do organismo.

Café e chás podem ser inseridos na paleo, mas o ideal que não seja livre demanda e, no caso das frutas, o mel para adoçar está liberado.

Cereais, grãos, tubérculos, açúcares, leite e derivados, alimentos processados, carnes gordurosas e sal devem ser evitados.

Entretanto, é sempre bom deixar claro que o mais importante de tudo é o acompanhamento com um nutricionista antes de iniciar qualquer tipo
de dieta.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.