Farinha branca refinada faz mal. Por que tirar da dieta

Farinha branca refinada. Primeiramente e impressionante como que tem aumentado o numero de pessoas com câncer.

Então, chega a ser contraditório, uma vez que está em alta fazer exercícios físicos, alimentar-se corretamente e tudo o mais.

No entanto indo mais a fundo, em quase todas as listas citadas por especialistas.

Alimentos

Alimentos como refrigerantes, pipoca de micro-ondas, enlatados e embutidos, estão na lista desses vilões.

Farinha branca refinada

Mas há um deles, que também se encontra em todas as listas, que eu, se me permitem, resolvi colocar como o vilão dos vilões, se é que podemos fazer isso. É a farinha branca refinada.

Aliás é extremamente perigosa porque ela se disfarça, e está em tudo que é alimento que aparece na nossa frente.

A atenção tem que estar dobrada, o nutricionista tem que estar coladinho com você para te ajudar a identificar.

Esta farinha entretanto é um ingrediente bastante comum em alimentos processados, e o seu conteúdo de carboidratos em excesso é um sério motivo de preocupação. Sem exagero.

Revista Especializada

Um estudo publicado pela revista especializada “Cancer Epidemiology, Mike Markers, and Prevetion”.

Descobriu que o consumo regular de carboidratos refinados foi associado a um aumento de 220% (é isso mesmo, 220%), no câncer de mama nas mulheres, por exemplo.

Câncer de mama

Entretanto, sabemos que hoje o câncer de mama está bem no topo da lista entre os cânceres que mais matam no mundo.

Segundo o estudo citado acima, alimentos com altos índices glicêmicos também têm demonstrado aumentar os níveis de açúcar no sangue.

Sobretudo afeta diretamente o crescimento e disseminação de células cancerígenas.

Em outras palavras, alimentos com glúten, que respondem a esta farinha branca refinada, e que tanto tem sido falado nos últimos tempos, não é modinha.

Claro que não é para você sair cortando o glúten por conta própria. Sempre enfatizamos aqui que alimentação certa é com o profissional correspondente.

Inclusive, equilíbrio e bom senso é bom e todo mundo gosta. Agora, tratar o glúten como moda, definitivamente, é ignorância.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.