Mindfulness: o que é e para que serve

O Mindfulness nasceu da meditação, mas, na verdade, não é uma meditação. Ficou confuso. Calma, que deixarei tudo bem claro a seguir.

A seguir, aliás, todo o processo envolve uma série de ações. Trata-se de uma prática milenar, porém a expansão no mundo ocidental é recente.

Esse movimento começou quando um grande praticante de meditação (o zen budista, Jon Kabat Zinn) entendeu como o poder de estar no presente.

Através disso poderia apoiar as organizações e os colaboradores.

A repaginação da técnica de Mindfulness

Dessa forma, ele realizou uma nova leitura da meditação, retirou toda a filosofia, como os mantras, e focou única e exclusivamente em estar no presente.

Foi assim que a proposta de estar no presente com toda a atenção plena do corpo e respirações se materializou no Mindfulness.

Assim, a prática entrou e se consolidou dentro de grandes empresas, que buscam alta performance dos colaboradores e baixo nível de estresse.

Aposta que vem mensurada pelos números ligados à qualidade de vida de todo o time.

Prova disso chega com lista estelar de empresas, que adotaram o métodos, como a gigante Google.

Dentro de todo esse contexto, são incontáveis as pessoas que hoje colocaram como prática diária o Mindfulness.

Isso com o intuito de construir uma vida plena e uma carreira consistente, focada, livre de estresse.

Quando você está no presente, você acessa o poder do foco

Não é exagero levar essa afirmação ao pé da letra. Até porque, estar focado no presente faz com que os níveis de produtividade cresçam exponencialmente e, consequentemente, a tomada de decisão seja mais precisa.

Além disso, todo esse equilíbrio é uma forma eficaz de lidar com todo estresse diário do mercado.

Como se pratica mindfulness? É fácil?

Primeiramente, o Mindfulness pode ser praticado o tempo todo. Trata-se da busca contínua pela atenção nas tarefas diárias, que você realiza a todo momento.

Agora, nesse momento por exemplo, você está lendo este texto. Faça apenas isso e sinta seu corpo.

Perceba como você está atento a esse momento e se concentre aqui. Combinado?

Essa é uma ferramenta ótima para iniciar a prática de Mindfulness. Assim toda a sua atenção será direcionada.

Por outro lado, antes de dormir e após acordar, leve toda a sua atenção para cada parte do seu corpo.

Essa técnica se chama scan e vai te ajudar muito no decorrer do seu dia.

Você irá fazer exatamente isso: escanear cada parte de seu corpo com atenção em você.

Dessa forma, essa prática te apoiará a passar todo o dia mais focado ou ainda ter uma noite de sono maravilhosa. Pode confiar!

Mindfulness é para todo mundo?

Sim, mindfulness deve ser praticada por todas as pessoas que estão buscando ter uma vida mais tranquila, plena e produtiva.

Inclusive, o maior ganho é o foco e atenção, consequentemente a uma conquista de tranquilidade.

Para os ansiosos mindfulness deveria ser uma obrigação!

O poder que essa técnica produz na mente de um ansioso é enorme.
O início, como tudo na vida, é mais difícil.

Falo isso com base naquilo que vejo no escritório. Entretanto, mais uma vez que essa barreira é vencida o ganho é exponencial.

As pessoas confundem muito mindfulness com religião. Contudo, essa afirmação está completamente errada. Não tem nada a ver.

Essa prática nasce com o intuito de apoiar empresas que buscam alta performance de seus colaboradores.

Hoje, ela é uma técnica de grande sucesso para altos executivos, esportistas e empreendedores.

A meditação tem fundamentos filosóficos e para muitos é vivido como uma religião.

Sendo assim, seja qual for sua religião, profissão pratique mindfulness os efeitos dessa ferramenta em sua mente serão exponenciais.

Pode apostar. Semana que vem vamos falar sobre o poder do hábito.

Mas um grande mistério para muitos. Esse papo de 21 dias para mudar um hábito, já está ultrapassado… na próxima matéria te conto tudo! Até mais!

Fale com a Larissa Batista: larissabatistamt@gmail.com

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.