Obesidade: A causa, o motivo, o porquê?

Obesidade: A causa, o motivo, o porquê?

Primeiramente nos dias atuais tem se falado muito, em buscar entender a respeito dos alimentos, seus valores nutricionais, suas ações funcionais.

A informação está aí, a um clique dos nossos dedos. E com bons profissionais atuantes no mercado.

Ainda assim, cada vez mais pessoas sofrem com a obesidade no planeta. Segundo a Associação Brasileira para Estudo e Obesidade e da Síndrome Metabólica, a (ABESO), alguns levantamentos apontam que mais da metade de todos os brasileiros adultos hoje, estão acima do peso.

Ao mesmo tempo para Majid Ezzati, professor da escola pública do Imperial College de Londres;

“O número de pessoas no mundo cujo peso representa uma ameaça séria para saúde nunca foi tão alto”; disse ele numa pesquisa publicada no periódico médico “The Lancet”, em março.

Entretanto estatísticas, conhecimentos de sobra, profissionais sedentos por resultados em seus pacientes; e cada vez mais uma população acima do peso.

Surpreendente e contraditório, não. A causa, o motivo, o porquê cada vez mais estamos, a cada ano que passa, fortalecendo estes índices.

No entanto existem estudos, como no do professor Majid Ezzati, que apontam os industrializados e processados como os culpados. Há aqueles, contudo, que acusam o stress, a ansiedade ou a falta de tempo do mundo moderno, tem milhões de desculpas.

Mas, se hoje sabemos que alguns alimentos que chegam à nossa boca tem feito mal, porque, ainda assim, continuamos cada vez mais a comer, comer e comer sem parar?

Ou ainda, porque, quando estamos tristes, felizes, rejeitados, ou aceitos comemos justamente aquilo que as pesquisas apontam como a causa do aumento da obesidade mundial?

Emoção e desejos

Afinal, em todas as nossas emoções, lá está o tal carboidrato e a temível gordura preenchendo nossos estômagos. E nossos desejos não realizados, suponho. Ou então, completando um vazio que parece sem fim, definitivamente.

Porque nossa satisfação está justamente atrelada aos vilões da dieta saudável? O carboidrato contém açúcar, que proporciona a sensação de bem-estar.

Entretanto a nutricionista da ABESO, Fernanda Pisciolaro explica: “o açúcar dos alimentos, como de uma sobremesa, por exemplo, é mais facilmente metabolizado pelo organismo.

Como a serotonina (substância responsável para melhorar o humor) necessita de açúcar par ser produzida, ela entrará em maior quantidade no sistema circulatório.”

Bem como, esta pode ser uma das chaves do tão difícil emagrecimento. Portanto, o homem moderno encontrou sua satisfação no carboidrato?

Deixo essa reflexão para você, amigo leitor. Não a escrita aqui. E sim, a do quanto e com o que você tem se alimentado, o que você sente.

Ansiedade

Porém não é comida que saciará a ansiedade, pela promoção na empresa. Não é o doce que reconfortará o término do namoro. Não é a bebida que acalentará a pressão da competitividade do mundo moderno.

E você sabe disso. Afinal, o que te domina? O que tem te saciado?

Hasta !!

Leia algumas de nossas receitas:

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.