Sono para o emagrecimento

Sono para o emagrecimento. Já não restam dúvidas que manter uma boa qualidade de sono é um dos pilares da longevidade. Conforme vários estudos apontam, pessoas que não dormem bem engordam e apresentam maior dificuldade para emagrecer.

Pesquisas demostram que apenas duas noites maldormidas já são capazes de alterar todo o metabolismo do organismo, aumentado um hormônio que causa fome (ghrelina) e diminuindo os índices da substância que inibe o apetite (leptina).

O resultado prático: a pessoa acaba comendo até 20% a mais do que
comeria se tivesse dormido bem.

Outra substância que está intimamente ligada ao repouso é a melatonina.

Ela tem o poder de regular o ciclo do sono. Uma análise recente publicada no Journal of Pineal Research confirmou: a deficiência da melatonina atua em vários mecanismos diferentes que contribuem para regulação do peso.

A sua falta pode causar diminuição do metabolismo, ampliação da resistência à insulina e aumento do apetite. Tudo isso leva ao acúmulo de gordura.

Está claro que ter uma boa qualidade no sono interfere diretamente no
processo de emagrecimento.

Se você tem dificuldade para dormir, busque ajuda profissional. Atualmente existe uma infinidade de opções para se tratar essa questão. A quantidade recomendada varia entre os indivíduos, podendo ser entre seis até 10 horas de sono por noite, dependendo do organismo.

Sono para o emagrecimento

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.