Dez cachorros mais queridos do mundo

  • por em 22 de novembro de 2020

Cachorros mais queridos do mundo. Cachorros… carinhosos, fazem uma festa quando o tutor chega em casa ou na creche para buscar e, além disso, são ótimos companheiros para toda a hora.

Seres sencientes

Como seres sencientes, então, tem habilidade de reconhecer sentimentos e emoções, já que tem capacidade de sentir.

E por isso, ele é capaz até de demonstrar carinho, ciúme, raiva e fazer o famoso charminho.

Cachorros mais queridos do mundo

Todos que gostam de cães, sabem que cada um deles tem seu charme próprio e assim, escolhem o companheiro que melhor combina.

Todavia, alguns cães, com raças definidas, são procurados por serem fofos e assim, fazem mais sucesso ao redor do mundo. São alguns deles:

Raças

Chihuahua

Pequenino e cheio de charme é, sem dúvida, fofo, alegre e brincalhão.

Maltês

Companheiro, carinhoso e dócil, é, assim, atencioso com seu tutor.

Beagle

Adorado pelo mundo é, sem dúvida o mais sociável, simpático, independente, inteligente e carismático.

Coton de tulear

Sociável, carinhoso, adora crianças. Além disso, ele é um ótimo cão de alerta.

Yorkshire Terrier

Brincalhões, enérgicos e similarmente adoram receber atenção e carinho.

West Terrier

Ativos, brincalhões e companheiros de caminhadas, também são protetores de seus tutores.

Pug

Muitos acham ele tão feio que por isso se torna fofo. São muito carinhosos e calmos.

Golden Retriever

Companheiro de grandes aventuras e ademais é dócil, inteligente, sensível, e carinhoso.

Border Collie

O mais inteligente, é, contudo, alegre, enérgico, carinhoso e protetor.

Terra Nova

Por fim, essa raça também é companheira de aventuras, sendo amorosa e calma, adora atividades físicas em especial na água.

Definitivamente são raças muito fofas, sem esquecer que no Brasil, os preferidos continuam sendo os sem raça definida, os chamados vira-latas.

Dez cachorros mais queridos do mundo

Por que adotar um cachorro? https://lifestyle.uai.com.br/dicas/por-que-adotar-um-cachorro/

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments