Setor de Bares e Restaurantes Gera 31 Mil Empregos no Segundo Trimestre, Impulsionando o Crescimento Econômico

Bares e Restaurantes: O Poder da Resiliência Empreendedora no Cenário Nacional

Bares e Restaurantes Gera 31 Mil Empregos

Em meio aos desafios da pandemia de Covid-19, os bares e restaurantes brasileiros continuam a mostrar sua importância não apenas como pilar da economia. Essa resiliência é evidente em números impressionantes.

Caged

Assim, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) revelou a criação de 8 mil empregos formais em julho. A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD) destacou um saldo de 31 mil vagas no segundo trimestre, com um crescimento de 0,8%.

Primeiramente no âmbito macroeconômico, o Produto Interno Bruto (PIB) também reflete o impacto positivo desse setor.

Segundo trimestre

Além disso o segundo trimestre, o PIB cresceu 0,9%, com serviços aumentando 0,6% e o consumo das famílias, impulsionado pelos bares e restaurantes, permanecendo forte a 0,9%.

Paulo Solmucci, presidente da Abrasel, enfatiza, sobretudo a resiliência e o reconhecimento do setor pela Câmara dos Deputados, que votou por uma alíquota tributária diferenciada na Reforma Tributária. Agora, a esperança está no Senado Federal para manter esse apoio.

Receita Federal

Além disso, dados da Receita Federal mostram um aumento notável de 36 mil novas empresas no setor em 2023, não apenas gerando empregos, mas também atraindo novos empreendedores. O setor emprega diretamente mais de 7 milhões de pessoas em todo o Brasil, com uma vasta rede de fornecedores.

O futuro é promissor para os empreendedores de bares e restaurantes, que continuam desempenhando um papel vital na vida do país, mostrando resiliência e determinação diante dos desafios.

Sobre Lucas Machado: www.porlucasmachado.com.br

Sobre Lucas Machado Instagram: LUCAS MACHADO

Advertisement

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments