Tempero sustentável: Sebrae, Abrasel e Coca-Cola

Tempero sustentável: Sebrae, Abrasel e Coca-Cola lançam cursos profissionalizante

Tempero sustentável: Sebrae, Abrasel e Coca-Cola


Programa ‘Tempero Sustentável’: capacitação e conteúdo educativo relacionados a questões de gestão cotidiana e redução de desperdícios serão disponibilizados.

Em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Coca-Cola lançou o projeto “Tempero Sustentável” como parte do programa “Coca-Cola dá um gás no seu negócio”.

O objetivo é oferecer capacitação na pauta ESG (questões ambientais, sociais e de governança corporativa) para pequenos empreendedores do setor de bares e restaurantes. O conteúdo educativo estará disponível na internet.

Pílulas em vídeo

O curso será principalmente em formato de pílulas em vídeo, com a participação do ator Hugo Bonemer, e será dividido em quatro blocos. A intenção é explicar desde conceitos básicos até questões práticas do dia a dia, facilitando a aplicação do ESG. Além dos vídeos, o curso também contará com infográficos, ferramentas interativas e uma seção para tirar dúvidas.

Organização e gestão das contas

Um dos principais fatores é a redução do desperdício de água e energia, a facilitação da reciclagem e o incentivo a boas práticas.

Além disso incentivos para a compra de pequenos produtores, a diversificação do cardápio para atender a clientela vegetariana ou vegana.

A adoção de boas práticas trabalhistas e a contratação de pessoas de grupos minimizados.

Abrasel

A construção do curso contou principalmente com a expertise do Sebrae e da Abrasel, que possuem um bom contato com os empreendedores e sabem o que é relevante e útil para eles.

Katielle Haffner, Head de Relações Corporativas e ESG da Coca-Cola Brasil.

Desta forma, explicou que a Abrasel fez uma curadoria qualitativa para transformar o conteúdo do Sebrae em pílulas, buscando trazê-lo para a realidade dos empreendedores. Paulo Solmucci, presidente da Abrasel, destacou o desafio de construir uma metodologia de alto nível no âmbito educacional.

Dessa forma, o curso se concentra nas possibilidades viáveis para os pequenos empreendedores, evitando temas como a instalação de painéis solares, que poderiam distanciar o discurso das pessoas menos familiarizadas com o conceito de ESG.

Assim, como a diminuição do gasto de óleo e a venda do óleo usado, além de contribuir para a reciclagem de vidro ou alumínio, o que reduz o preço dos produtos adquiridos.

Em resumo, Solmucci complementa que o curso busca estabelecer uma via de mão dupla com os consumidores, permitindo não apenas diferenciar-se.

Lucas Machado instagram

Lucas Machado LinkedIn

Sobre Lucas Machado

Advertisement

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments