Aline Riscado: musa fitness 11 milhões de seguidores e mais de 180 lives

Aline Riscado: musa fitness 11 milhões de seguidores e mais de 180 lives

“Vem verão”! É quase impossível olhar a imagem de Aline Riscado e não se
lembrar da moça atravessando a praia com uma cerveja em mãos. Musa de
uma marca de bebidas, ela conquistou espaço publicitário e ostenta mais de 11 milhões de seguidores no Instagram, além de um engajamento que impressiona

Domingão do Faustão

Na pandemia, ela ativou ainda mais a presença digital e ultrapassou a marca de 180 lives, com a justificativa de “mostrar a sua verdade”. Bailarina de formação, as primeiras aparições foram no Domingão do Faustão.

Confira mais sobre influencers: https://lifestyle.uai.com.br/byoo-historias/entrevistas-lucas-machado/depois-do-faustao-e-datena-modelo-mineira-bomba-na-web/

Dona de um corpo escultural muito bem desenhado por inúmeras tatuagens, depois de deixar o balé do Faustão, em 2014, ela seguiu a caminhada midiática.

O retorno à TV não demorou. Tanto que em 2015, ela já figurava como repórter fixa do programa CQC, na Band.

Carnaval

Musa do Carnaval, a trajetória na Caprichosos de Pilares foi intensa. Começou em 2014 e foi até 2019. Este ano, ela deixou o posto para assumir o lugar de Sabrina Sato como rainha de bateria da escola Vila Isabel.

Mãe do Nathan, fruto do casamento com Rodrigo Riscado, ela já declarou em entrevista que os homens, na grande maioria, têm medo dela.

Até por isso, a bailarina explica o fato de permanecer solteira, desde o fim de 2018. No entanto, para quem acha que a musa anda chorosa ou carente está muito enganado.

Portanto, ela definiu recentemente que vive a melhor fase da vida. “Em relação ao campo afetivo, estou lidando bem.

Acho que estou em uma das melhores fases da minha vida. Claro, somos seres humanos, e, às vezes, bate carência e posso sentir falta de ter alguém.

Mas, não é do sexo que sinto falta, está mais relacionado a companhia de uma pessoa para ver um filme, dar risadas, receber uma massagem e um abraço nos dias que estiver mais para baixo.

Em relação ao lado sexual, estou lidando muito bem com isso. Gosto muito de transar e sou uma pessoa sexualmente muito bem resolvida e se tiver que fazer sexo sozinha, eu faço.

Mas não fiz nenhuma vez nessa quarentena, estou muito bem e não venho sofrendo por causa de sexo, graças a Deus”, revelou.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.