Ironman: primeiro atleta do mundo com síndrome de down a completar uma prova

  • por em 18 de novembro de 2020

A cada dia mais e mais pessoas com diversas síndromes e outras deficiências tem sido, portanto, inseridas em todas as atividades diárias. 

Dessa forma, os estímulos tem sido aumentados não só por normas que os governos definam como facilitadoras da inclusão como pela própria sociedade. 

Os portadores de síndrome de Down são um exemplo disso:

música, teatro, cinema, televisão, docência, moda e esporte, incluem de forma natural. 

Jogos Mundiais Special Olympics 

Nesse sentido, Chris Nikic, atleta que participou dos Jogos Mundiais Special Olympics, foi o primeiro atleta com síndrome de Down a completar o triatlo Ironman. 

Por seu feito, então, Chirs, de 21 anos, entrou para o Guiness Book  o livro de recordes mundiais após ter nadado 3,86km, pedalado 180,20 e corrido 42,195km. 

A prova ocorreu, assim, na Flórida, nos Estados Unidos, e levou não só Chris, mas todos que acompanhavam, à loucura. 

Sentimento de dever cumprido 

 Sem dúvida foi uma grande conquista não só para o Chris mas para todos os portadores de síndrome de Down, para todos que lutam pela inclusão. 

Nikic postou, aliás, em seu Instagram, que já se prepara para 2021, com metas maiores. 

Assim, para Nikic, que completou a prova em 16horas, 46 minutos e 9 minutos, 14 minutos abaixo do tempo limite da prova que é de 17 horas, esse foi um grande feito. 

Momento histórico 

Realizar esse feito foi, portanto, um sonho não só do atleta como de seu treinador, Dan Grieb. 

Por outro lado, Chris foi um grande exemplo pois não só superou seus limites como ao cair de bike se levantou e continuou, mostrando a todos uma silenciosa lição de vida. 

Sem dúvida, esse foi um grande momento para o Ironman Triathlon e para o atleta. 

Acompanhamento e incentivo 

Por fim,  o Ironman Triathlon não só parabenizou Nikic como documentou a prova com o acompanhamento quase just in time da evolução do atleta.  

Então, nos três quilômetros finais da corrida, ele teve sua prova transmitida ao vivo pela página do Ironman. 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.