Série mostra princesas da Disney como mulheres negras

Princesas da Disney como mulheres negras. Primeiramente quantas princesas negras da Disney você conhece?

Antes de “A Princesa e o Sapo”, filme lançado em 2009, provavelmente você não se lembraria de nenhuma. 

E você não errou ao imaginar isso. A Disney só tem uma única princesa negra até o momento em que escrevemos este texto, a Tiana.

Falta de representatividade

As princesas da Disney no entanto sempre foram referenciais de beleza por anos.

E só nos últimos anos a causa da representatividade veio tomando força dentro dos estúdios. 

Além disso a Pocahontas, história de uma índia, vemos a inclusão de uma primeira princesa negra.

Porém como a Tiana em “A Princesa e o Sapo”, e uma princesa havaiana, como a Moana.

Com o passar o tempo, a Disney vem tentando mostrar as diferenças que existem no mundo, ainda que em pequenos passos.

Mostrando a beleza

É por exibirem sempre o modelo de princesas brancas, com cabelos loiros e lisos, que um estúdio de fotografia dos Estados Unidos decidiu criar um ensaio com meninas negras.

Contudo uma das responsáveis pelo ensaio, Symone Seven contou que a intenção principal do ensaio é mostrar para outras crianças negras, que elas também são princesas. E podem ser princesas também.

Quarentena como forma de inspiração

A ideia de Symone tomou forma durante a quarentena. Não é à toa que ela mesmo se tornou a própria Cinderela, Jasmine e outras princesas.

Neste período de quarentena, Symone percebeu o quanto as pessoas se conheciam cada vez mais e ela decidiu fazer isso pela causa negra.

Série fotográfica imagina princesas da Disney como mulheres negras

Confira algumas fotos do ensaio:

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.