Estilo de vida motos e tendências

Um mundo próprio, dividido por tipos de motos e estilos de vida.

Bikers

Assim se divide o mundo dos bikers e certamente o imaginário das pessoas.

Dependendo do tipo de moto, já pensa nos filmes americanos de gangues de motociclistas. 

Além disso a ideia de liberdade, o vento no rosto, a possibilidade de ir a lugares incríveis, a irmandade das estradas, os rides, o apoio mútuo, as roupas, o estilo, as motos.

Hoje é possível encontrar comboios só de mulheres como o Ride do Batom, mistos de motos e misto de gênero.

Aliás, existem cada vez pessoas mais aderindo a este lifestyle.  

Frequentemente se vêem pessoas de diversas profissões que ao personificarem o estilo biker deixam de ser reconhecidos.

Tatuagens anéis e pulseiras

Deixam as tatuagens aparentes, usam anéis, pulseiras, bandanas e balaclavas de caveira. 

Igualmente, calças jeans rasgadas, roupas de couro, e o som do rock, do clássico ao moderno, tocando.

Um wiskey americano ou cerveja e um charuto, compõe o cenário dos encontros que acontecem por todo o mundo. 

Motos

Normalmente andam em grupos, no entanto, é possível ver lobos solitários por ai, o que não é muito bom por causa dos diversos riscos.

Um motociclista que foi de Belo Horizonte ao Atacama sozinho se arrependeu dessa façanha. 

Apesar da maravilhosa experiência entendeu que pelo menos com mais um a viagem teria menos perrengues. Ao passo que outros não abrem mão desse momento de solidão. 

Aliás uma solidão relativa pois um motociclista solo sempre vai encontrar outros pelo caminho que irão dar apoio, essa é uma regra básica, ninguém fica para trás. 

Da mesma forma, outra regra de ouro é:

sair junto e voltar junto, o que significa dizer que um comboio que saia para um ride vai e volta com todos juntos, a menos que um ou mais decidam desgarrar. 

Fazer parte de um moto clube, acima de tudo, é uma forma de agregar, conhecer pessoas e aproveitar as estradas.

Rota Milwalkee

Em Belo Horizonte existem muitos, como por exemplo, a Rota Milwalkee, o Pigs on the Road, o Renegades. 

Contudo, um dos mais famosos é o Águias de Aço, dos mais antigos, criado pelo lendário Capitão Senra, um apaixonado pela Harley Davidson que deixou de legado esse sentimento para os filhos que pilotam com competência. 

Mas há também a turma da BMW, Triumph, Suzuki, Honda,Ducati e outras tantas assim como das categorias big trail, custom e esportivas. Há quem ande com todo mundo junto, há que faça os grupos formados nos cafés da manhã. 

Os chapters (membros de moto clubes) são recebidos, aliás, por outros moto clubes pelo mundo, não só para a confraternização como para hospedagem, alimentação, suporte mecânico etc. 

Além das viagens bate e volta ou bate e fica organizadas pelos moto clubes ou por grupos de amigos, similarmente empresas que oferecem o roteiro com todas as facilidades incluídas no preço do pacote. 

Pilotar usando um colete do moto clube que pertence ou do grupo da marca da moto que possui, ir a encontros de motos, viajar com amigos, trocar histórias dos quilômetros rodados, sem dúvida é o espírito motociclista. 

Enfim, curiosidades sobre as duas rodas: 

Em segundo, a caveira, símbolo do motociclismo, significa a igualdade entre as pessoas, entre os motociclistas. Não importa sexo, raça, religião, política. 

Em terceiro, viajantes em comboio tem regras de segurança e sinais feitos com mãos e pés para alertar sobre radar, buraco, pedágio etc. Sempre “capitães” abrem e fecham o comboio. 

Assim, escolha seu estilo e viagem com a gente. 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.