Louis Vuitton desfile masculino em Xangai

Louis Vuitton. Há quem defenda que é, sem dúvida. Uma das marcas de mais valor no mercado da moda.

E os defensores não estão errados, principalmente na China. 

Virgil Abloh, diretor artístico do segmento masculino da marca.

Não só designer de moda como proprietário da própria marca (Off-White), conseguiu, assim, trazer um desfile fluido e cheio de novidades. 

Louis Vuitton

Na largada a marca mostra a todos que nunca está para brincadeira e é a primeira a fazer o desfile presencial em tempos de Covid-19.

Todavia, sua duração foi curtíssima; meia hora.

O desfile também foi transmitido em tempo real pela internet. 

Marca Francesa

Aliás, um americano à frente de uma marca francesa tradicional abala as estruturas da moda e mostra que um dos destaques mais valiosos da moda de luxo está sempre em busca do que há de melhor. 

A temática antes de mais nada, não podia ser mais divertida.

Já que eram nuvens e algodão doce, garantindo que o homem também pode ser sensível e forte ao mesmo tempo.  

Ainda mais que isso, Virgil pretendeu dizer que a marca será reciclável e com mobilidade. 

O consumo consciente passa a ser uma forte tendência da moda e a Vuitton é uma das marcas que encabeça.

Dessa forma, esse novo conceito, reutilizando materiais de coleções passadas. 

A moda masculina, dessa forma, espera ansiosa pelos lançamentos da Louis Vuitton e Virgil surpreendeu trazendo cores fortes, imagens despojadas que lembras grafites, e maxi chapéus. 

Primeiro negro a ocupar um cargo de diretor na Marca, Virgil se posiciona como um dos nomes mais fortes da moda e acima de tudo traz consciência ambiental e posição para gerações futuras. 

Similarmente, dentro da nova visão da marca, muitos tecidos dessa coleção são reciclados e  muitas novas criações que compõe a coleção partiram de materiais reutilizados. 

A alfaiataria repaginada foi, com certeza, motivo de êxtase para os consumidores da marca que transitam entre o mundo corporativo e o lazer refinado. 

Além disso, não só as roupas, mas os acessórios fizeram grande sucesso com o público por se apresentarem versáteis e utilizáveis de fato. 

Similarmente, muitos dos looks criados para o desfilem lembram os looks adotados por Soop Dogg nos anos 90.

Será que houve uma influência ai? Digo mais, o mundo rapper pode muito bem ser identificado em alguns looks. 

E se cuida para estar bem consigo mesmo, além de se preocupar com o que deixa para o futuro. 

A fim de mostrar a que veio, Virgil declarou que o desfile “não é um novo show musical ou outro desfile, é a imaginação negra que se manifesta na vida real”. 

E para marcar sua posição ativista, Abloh fez, ainda, uma doação para uma fundação com foco na população negra. 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.