Moda Sustentável. Conceito e marcas

Moda Sustentável. Conceito e marcas

Primeiramente o mercado da moda é caracterizado pelo curto ciclo de vida dos produtos, pois a cada estação novas peças são apresentadas.

O sistema atual de fabricar seguindo estações vem sofrendo forte abalo, pois este momento de pandemia preconizou uma mudança real do consumo.

Antes de mais nada, o grande desafio agora é criar produtos que traduzam uma lógica de consumo mais consciente e responsável.

A fabricação de peça sustentável é uma boa pedida para os dias atuais, definitivamente.

O que se entende por Moda sustentável?

A moda sustentável, também conhecida como eco fashion, traz como filosofia definir metodologias e processos na cadeia de produção que não sejam prejudiciais ao meio ambiente.

Como se sabe, a indústria da moda é uma das que mais poluem o meio ambiente, desde a etapa de fabricação dos produtos até o seu descarte.

Surgiu então a necessidade de buscar alternativas para que esse setor continue produzindo, mas sem agredir a natureza.

Afinal, a escolha das matérias-primas é um ponto de partida para a preservação do ecossistema.

As práticas mais comumente associadas à moda sustentável são:

  • Fabricação com fibras orgânicas, algumas vezes certificadas por organizações internacionais como GOTS ou USDA
  • Tecidos mais eco-friendly, como linho ou bambu (que precisam de menos produtos químicos e/ou água para crescer)
  • Corantes de origem natural
  • Uso de tecidos descartados
  • Upcycling de materiais usados
  • Produção com tecidos reciclados
  • Uso de colas menos tóxicas
  • Roupas feitas para terem um longo ciclo de uso

Dessa forma, várias grifes vêm desafiando o mercado, para conseguir um produto de qualidade que não danifica o meio ambiente.

Algumas marcas eco-friendly que lutam pela moda sustentável.

Insecta Shoes, Gioconda Clothing, Flavia Aranha, Reserva / Eva, Osklen, Vert Shoes, Yes I am Jeans, Coletivo de Dois, Studio Drê Magalhães.

O meio ambiente agradece.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.