Como manter a pele hidratada no inverno

Como cuidar da pele em dias de muito frio

Como manter a pele hidratada no inverno

Primeiramente as temperaturas de uma maneira geral tem nos deixado preocupados pois já não temos definido exatamente as estações do ano.

Esse ano tivermos, por exemplo, um dos verões mais chuvosos de todos os tempos e o inverno surgiu da noite para o dia.

No entanto, com a chegada da temporada mais fria do ano, já reparou que a pele tende a ficar mais ressecada? Isso porque as baixas temperaturas provocam a perda de oleosidade na epiderme, deixando a pele seca, áspera e irritada.

Para evitar tais sintomas é importante fazer hidratações corporais mais profundas e, além disso, investir em uma alimentação saudável, rica em vitaminas e antioxidantes, o que pode trazer benefícios em longo prazo.

Listamos algumas dicas que realmente fazem toda a diferença, mesmo para quem tem um pouco de preguiça. Que envolvem antes e depois do banho.

Dicas infalíveis:

*A pele do seu rosto é oleosa, mas está ficando um pouco ressecada em alguns pontos? Prefira hidratantes em gel ou com fórmulas oil-free.

*Passe o hidratante sempre, sobretudo do banho, quando a pele do corpo ainda está úmida. Isso ajuda na absorção do creme.

*Uma outra opção é investir em um óleo de banho ou em um hidratante com enxágue.

Banho

*Evitar banhos muito quentes. A água pelando resseca bastante a pele e o cabelo.

*Protetor solar sempre. Mesmo no frio e mesmo no mormaço. Afinal, ele protege a pele até contra a luz artificial do ambiente (que sim, a longo prazo prejudica sua pele).

*Não se esqueça de beber no mínimo 2litros de água diariamente. Desta forma, essa é a melhor forma de hidratar seu corpo todo, inclusive sua pele.

*Para os lábios, que tendem a ressecar durante o inverno, hidratantes específicos para a área, batons cremosos e lip balms são muito bem-vindos.

Sobre Lucas Machado Instagram: LUCAS MACHADO

sobre Lucas Machado: www.porlucasmachado.com.br

Como manter a pele hidratada no inverno

Advertisement

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários estão fechados.