Vegetarianos reconhecidos no Guia Michelin  

  • por em 7 de novembro de 2020

A cada dia, veganos e vegetarianos tem ganhado espaço no mercado de consumo e assim, podem ter mais opções na alimentação. 

Certamente mais e mais pessoas têm aderido a esse way of life e todos os seguimentos empresariais estão buscando se adequar. 

Guia Michelin 

Primeiramente, o Guia Michelin é um guia que contém restaurantes e avalia as melhores casas, pontuando com estrelas. 

Dessa forma, serve para que pessoas do mundo todo conheçam os considerados melhores restaurantes. 

Alain Passard 

Não é de hoje, todavia, que o chef francês Alain Passard está nos  top trends por sua culinária e seu restaurante. 

Arpège, seu restaurante em Paris, um dentre os único oito restaurantes a receberem três estrelas do Guia Michelin, abalou o mundo da gastronomia e, dessa forma, ganhou as manchetes. 

Logo, em janeiro Passard decidiu transformar seu menu e seu renomado e estrelado restaurante se tornou vegetariano. 

Aliás, o próprio Alain é vegetariano hoje em dia e essa foi a motivação de transformar seu cardápio, garantindo que a qualidade da gastronomia francesa não é perdida mesmo sendo vegetariana. 

A princípio, muitos pensaram ser um golpe publicitário. Logo se entendeu que realmente era um novo conceito para o Arpège. 

Certamente essa notícia chocou muitas pessoas, principalmente porque na França, ainda não é muito comum encontrar vegetarianos nem veganos. 

Além disso, Passard era considerado o rei dos assados e de repente ele mesmo deixou de consumir carne de qualquer animal. 

Agora, contudo, Alain utiliza legumes. 

Todavia, a mudança não foi radical já que os pescados, o caldo de galinha e o peito de pombo ainda aparecem em uma parte do menu, mas em pequenas porções. 

Por fim, o novo cardápio traz fondue de cebola e alho-poró, ravioli de soja, trufas e sopas frias. 

Certamente os preços continuarão na categoria das estrelas do restaurante. 

Vegetarianos reconhecidos no Guia Michelin

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.