6 sinais para identificar baixa autoestima

Você sofre de baixa autoestima?

Vivemos a era dos conflitos interiores; existenciais. Jamais viu-se tanta gente sem rumo, jovens e adultos em busca de identidade e um sentindo para vida. Entretanto, a pedra no caminho para uma vida plena, pode ser o desamor, por isso vamos guiá-lo com 6 sinais para identificar baixa autoestima.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Inteligencia Emocional, SBIE, a baixo autoesstima está relacionada com a falta de aceitação pessoal, autoconhecimento e insegura.

Listamos 6 sinais para identificar baixa autoestima e se livrar desse mal na sua vida

Pensamentos negativos: parece que as vezes tem um NÃO tatuado na boca, já que tudo é sempre difícil. Dessa forma, normalmente quem te baixo autoestima mostra mal humor, e o pior, com justificativas que fazem que acredite que tem razão.

Insegurança: não consegue ser firme nas suas colocações e opiniões, e por isso precisa sempre dos outros, uma espécie de confirmação do que pensam.

Sentimento de perseguição: outra característica dos “portadores” de baixa autoestima é como se gostam muito pouco ou quase nada. Além disso acreditam na maioria das vezes, que os outros também não gostam, e por isso acham que as pessoas estão sempre querendo “prejudicá-lo” de alguma forma. Por isso, tem uma tendência grande a se sentirem vítimas das situações.

Agressividade: sim eles também tendem a reagir de forma impulsiva, sem pensar muito nas consequências e desta forma os sentimentos dos outros não tem muita importância.

Egoísmo: indivíduos assim pensam sempre em si mesmos. O que importa é sempre atender aos seus desejos e necessidades, mesmo que estes possam trazer malefícios para os demais.

Desequilíbrio: nervosismo por tudo. Qualquer coisa que os faça “sair do sério” e se irritaar. Em posições de liderança, essas pessoas podem mostrar um comportamento totalmente autoritário, fazendo valer a máxima: “manda quem pode e obedece quem tem juízo”.

Pode parecer simples, mas quem sabe com esses 6 sinais para identificar baixa autoestima, você pode se ajudar ou ainda alguém próximo que sofre e não sabe o motivo.

Pense como tem sido o seu comportamento no dia-a-dia. Dedique o seu pensamento no agora e como isso reflete no seu trabalho e na sua vida. Então você é:

Alguém que respeita os outros?

Que valoriza e reconhece mais as coisas do que os outros?

Será que você sorri mais do que franze a testa em sua vida?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.