Dieta Paleo X Low Carb

Dieta Paleo X Low Carb

A dieta paleolítica tem um lógica de consumo definida. Já a low carb ajuda a manter peso e diminuir medidas

A ideia aqui é apresentar essas duas frentes de plano alimentar e deixar para você a escolha do tipo de alimentação que será adequado para o seu estilo de vida.

Saiba mais sobre dietas no nosso site: https://lifestyle.uai.com.br/saude/dietas-funcionais-o-que-sao-confira-receitas-saudaveis-que-ajudam-na-perda-de-peso/

O importante primeiramente é você estabelecer um plano alimentar capaz de ser sustentado ao longo dos tempos e não viver em projetos de emagrecimento instantâneos. Até porque, uma hora (ou outra) a conta chega e o efeito sanfona será a principal realidade do seu dia.

Dieta Paleo X Low Carb

Para entender a diferença entre as dietas paleolítica e low carb é importante entender as linhas de atuação de cada uma.

O que comer na Paleo?

No caso da Paleo (como ela é carinhosamente conhecida no mercado), a ideia é um consumo baseado em 19 a 35% de proteínas, 22 a 40% de carboidratos e 28 a 47% de gorduras. No entanto ela é ideal para quem precisa baixar peso e a base dela é o consumo de alimentos frescos, gordura saudáveis, nozes, carnes com baixo teor de gordura, peixe e marisco.

Baseada na alimentação primária dos homens da caverna, ela tem como principal objetivo a sobrevivência.

O que comer na low carb?

No caso da low carb, o foco principal (como o próprio nome sugere) é a total diminuição de carboidratos.

Para se ter ideia, em uma dieta tradicional, por exemplo, o consumo de carboidratos é entre 50 a 60%. E no caso da low carb esse consumo é de, no máximo, 40%.

E não pensei em 40% de pães, batata e massa. Como a sua intenção é o emagrecimento, busque o consumo de alimentos com baixo valor glicêmico, principalmente como o caso do inhame, arroz integral e batata-doce.

O importante é estabelecer uma rotina saudável de alimentação e, principalmente, viver o equilíbrio. Tome muita água, durma bem e pratique algum tipo de atividade física. Combinado?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.