O poder do Hábito

O poder do Hábito. Você consegue explicar porque algumas pessoas e empresas têm tanta dificuldade em mudar, enquanto outras parecem conseguir isso da noite para o dia? Já se perguntou como funciona o loop do hábito? Já tentou entender o que ocorre pra que consigamos ou não colocar em prática nossas metas e objetivos?

Tentando responder a essas perguntas, o repórter investigativo do New York Times, Charles Duhigg, escreveu o fantástico bestseller O poder do Hábito: por que fazemos o que fazemos na vida e nos negócios, que considero dos melhores livros de autoajuda já lançados.

Mesmo não sendo acadêmico, o autor apresenta seus argumentos por meio de instigantes narrativas, que fazem com que a leitura fique extremamente prazerosa.

Na verdade, o autor não desenvolveu nenhuma das pesquisas apresentadas, no entanto, ordenou de forma inteligente cada um dos os conceitos de forma que ficaram interligados e compreensíveis.

Entre algumas das histórias, Duhigg explica, por exemplo, como os publicitários da Procter e Gamble conseguiram identificar um hábito oculto dos consumidores para lançar a campanha do Frebeze, um removedor de odores que faturou um bilhão de dólares no ano do seu lançamento.

Também explica como o nadador olímpico Michael Phelps, o diretor executivo da Starbucks Howard Schultz e o herói dos direitos civis Martin Luther King Jr. desenvolveram hábitos cruciais responsáveis por seus sucessos.

Como funciona o Loop do Hábito

Segundo o autor, os hábitos surgem porque o cérebro está o tempo todo procurando maneiras de poupar esforço. Assim seria impossível adquirir hábitos novos todos os dias, e por isso, uma vez aprendidos, eles jamais desaparecem de fato.

Um hábito é uma escolha que em algum momento tomamos deliberadamente, e depois paramos de pensar a respeito, porém continuamos fazendo, às vezes todo dia.

Basicamente, o hábito funciona como se fosse um loop, e acontece da seguinte forma:

O poder do Hábito

Primeiro nós damos uma Deixa: estímulo que manda o cérebro entrar em modo automático, e indica qual hábito deve ser usado;

E isso nos leva à uma Rotina, que é a forma de executarmos a deixa para não ficarmos decepcionados;

E a rotina busca uma Recompensa: que ajuda o cérebro a saber se vale a pena memorizar este loop para o futuro.

A força de vontade impulsiona o hábito

A força de vontade é o hábito que impulsiona todos para o sucesso individual. Força de vontade não é só uma habilidade. É um músculo, como os músculos dos seus braços ou pernas, e ela fica cansada quando faz mais esforço, por isso sobra menos força para outras coisas.

Se as pessoas sentem que não têm autonomia, se só estão cumprindo ordens, seus músculos da força de vontade se cansam muito mais rápido.

Revertendo os hábitos

Para modificar um hábito, você precisa decidir mudá-lo. Aceitar conscientemente a dura tarefa de identificar as deixas e recompensar que impulsionam as rotinas do habito e encontrar alternativas é essencial para a mudança de um hábito. 

Resumindo, o primeiro passo para mudar um hábito, de acordo com Loop do Hábito, é entender o que de fato deflagra o seu comportamento habitual. Comece sempre por aí.

Para os hábitos mudarem de forma permanente, as pessoas precisam acreditar que a mudança é factível – o poder de um grupo de ensinar indivíduos a acreditar – acontece sempre que as pessoas se juntam para se ajudar mutuamente a mudar

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Saúde