Toda vida em uma cerveja

“Uma cerveja por favor.”

Este texto é uma forma de impactar aos cervejeiros de plantão – e aqueles que torcem o nariz para uma das bebidas mais democráticas do país.

Cerveja

Até porque, é impossível deixar de lado um dos mercados com mais potenciais do país.

E para quem curte uma “cerva” gelada a questão do sabor é prioritária.

Cervejas especiais

Por isso mesmo, o mercado das cervejas especiais ganhou um salto financeiro nos últimos anos e se tornou caminho para muitos empreendedores.

De acordo com o relatório da Global Craft Beer Market, em 2018, os valores praticados nesse mercado chegou a 38 bilhões de dólares em todo mundo.

Mas, segundo os especialistas, esse segmento ainda deve crescer muito: cerca 14% ao ano até 2023.

E tem uma galera experiente em Belo Horizonte que sabe o tamanho de tudo isso.

E juntou a mistura famosa de malte, leveduras de uma maneira ainda mais saborosa.

Dessa vez, Miguel Carneiro (um dos fundadores da cervejaria Wäls) traz uma solução que, promete agradar ao paladar dos cervejeiros com uma iniciativa que vai prender a boca.

O aula projeto dessa família empreendida tem passos traçados na Europa e nos EUA numa linha segmentada que já é muito presente no exterior.

Trata-se da “Cerveja Viva”, que, em resumo, mantém toda as nuances da cerveja, assim como ocorre no tanque de fermentação.

Miguel Carneiro explica que a cervejaria Stadt Jever (que acaba de ser inaugurada) pretende trazer uma proposta que já ocorre com frequência nos Estados Unidos e na Europa.

Cerveja Viva

“‘Cerveja Viva’ é um projeto que eu já tinha no meu coração e é muito parecido com o que já acontece no exterior.

Eles levam a cerveja para a prateleira sem pasteurizar.

Assim a bebida não perde as características de aroma e as opções sensoriais na boca, que são muito agradáveis.

Sr. Miguel

O sabor muda um pouco quando se pasteuriza a cerveja e você não
sente muito os aromas do malte”, explica Miguel sobre o projeto.

No entanto, esse caminho não é nada simples e pensar em toda estrutura é primordial.

A cerveja será fermentada e as leveduras vão trabalhar de tal forma que o intestino agradecerá toda atuação.

Tudo numa junção de saúde e sabores. “As leveduras continuam
trabalhando até dentro da garrafa e é importante entender que a cerveja tem um coraçãozinho.

Ela vai continuar a trabalhar, mas quando você corta a refrigeração esse
processo paralisa”, explica sobre a cerveja Star Jever.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.