Flavia Magalhães: fotos com a médica da seleção brasileira de Futebol Feminino

Flavia Magalhães por Lucas Machado

Chutando as tristezas, driblando as dificuldades e marcando gols de alegria

Desde que entrei na portaria do CT de futebol um filme passou na minha cabeça. A história do meu avô. O quão vibrante e intenso o alviverde era na sua vida. Lembrei dos anos que joguei futsal nas quadras do CLAM. Como era maravilhoso aquele time.

Dr. Cimar, um gentleman, um extraordinário líder construiu com maestria o meu retorno ao futebol. Fui admitida no futebol feminino. Ele observou meu potencial e gradativamente foi me dando tarefas, guiando meus caminhos. Hoje atuo nas equipes profissionais feminina e masculina, além de coordenar o departamento médico da base.

Como resultado desta autobiografia o meu curriculum é de fato cheio de glórias, como campeã sul-americana, pan-americana, libertadores, competições estaduais, como atleta e como profissional.

Campeonatos

Além disso, foram participações em Mundiais, Olimpíadas, Copa do Mundo. Porém por trás de tanto “close” existe muito suor e lágrimas, que me fortaleceram para ser hoje a primeira médica brasileira do futebol, registrada com carteira assinada, com tanta expertise e vivência no esporte.

Em síntese o amor pelo futebol veio mesmo antes do meu nascimento. Dessa forma, agradeço ao meu avô Timóteo, meu marido Elano, meus filhos Cadu e Lipe e os primos Lidson e Edinho por também fazerem de suas vidas um jogo de futebol.

E acima de tudo, foi através dessa trajetória que recebi esse honroso convite do Lucas Machado para estar com vocês por aqui, dissertando sobre o mundo do esporte, especialmente do futebol. Tentarei trazer novidades e a magia de dentro e fora dos gramados para a sua casa.

Flavia Magalhães

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários estão fechados.