Pandemia, empresas alavancam o futebol americano em MG

Pandemia, empresas alavancam o futebol americano em MG

Primeiramente mesmo em meio à crise que se instaurou devido ao isolamento ocasionado pelo novo coronavírus, empresas mineiras seguem investindo em esportes especializados.

Competições esportivas:

Surpreendentemente mesmo com todo o caos e os transtornos que o novo coronavírus trouxe para os setores comerciais em todo o mundo, incluindo a pausa e até o cancelamento de grandes competições esportivas, ainda assim, Minas Gerais segue investindo neste ramo e com boas perspectivas de atuação para o segundo semestre.

MGFL

Um vez que a MGFL, lançou um novo campeonato de futebol americano, que teve seu início de 2020 e tem como patrocinadora master a Hinova Soluções Digitais.

Uma das maiores empresas do país que se tornou referência no segmento de tecnologia e conta digital.

Empresas:

Além das empresas. Frutos de Goiás do setor alimentício, Brasil FA do setor esportivo e a Bruiser que é do setor de equipamentos esportivos.

Partidas Adiadas:

Por consequência da Pandemia, as primeiras partidas, foram adiadas sem definição de datas ainda.

Entretanto, mesmo com as restrições que o isolamento social tem causado, Bruno Guilherme, diretor da HINOVA MGFL (Minas Gerais Football League), afirma, que a maioria dos prejuízos ocasionados pelo adiamento do início da temporada, estão sendo supridos com um investimento inicial em conteúdo online e, principalmente, com interações nas redes sociais.

Equipes:

Acima de tudo, haverá participação de grandes times como Galo Futebol Americano, América Locomotiva, Ipatinga Tigres, Sada Betim e Juiz de Fora Imperadores.

Como resultado a liga promete grandes investimentos nas transmissões das partidas.

Segundo Dayene Nogueira, Diretora de Marketing da HINOVA MGFL: “Nós movimentamos através dos meios digitais, competições virtuais e interações, movimentando times, atletas e torcedores, como forma de amenizar o impacto causado pela pandemia no espírito competitivo que o esporte proporciona.”

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.