Carne vegana de jaca

  • Redação
  • por em 2 de abril de 2021

Primeiramente você já ouviu falar em carne vegana de jaca? Essa é uma opção vegana para quem busca ficar longe das carnes de animais.

Ultimamente, no entanto tem se falado tanto na carne de jaca que vemos até salgados usando ela para fazer recheios.

Por fim, trouxemos a receita da carne vegana de jaca mais deliciosa que já experimentamos. O tempo de preparo é de uma hora.

1 jaca verde pequena

2 cebolas médias picadas

2 tomates grandes picados

cheiro verde picado

100 gramas de azeitonas picadas

150 gramas de champignon picado

1 litro de água

azeite a gosto

2 a 3 dentes de alho amassado

Tempero artificial de legumes

Modo de preparo

A princípio, comece cortando a jaca verde em pedaços médios;

Em seguida, coloque a jaca na panela de pressão, cobrindo com água.

Fique de olho, pois após pegar pressão, você deve deixá-la cozinhando por no mínimo 35 minutos.

Logo após, desligue o fogo e espere toda a pressão sair para você poder abrir a panela;

Tire a jaca da panela e reserve. Se a jaca estiver preta, fique tranquilo. É normal.

Agora, pegue uma tábua e vá retirando a casca e o talo dos pedaços;

Com auxílio de um garfo, você pode ir desfiando a carne de jaca e guardar. Não iremos utilizar as sementes e a casca;

Em uma panela, coloque um fio de azeite para dourar o alho. Depois jogue a cebola e o sal. Frite tudo até ficar amarelinho;

Vá adicionando aos poucos a carne de jaca, e depois o tomate, a azeitona e o champignon.

Nesta etapa você já deve colocar os temperos e continuar misturando, até que tudo incorpore.

Vá experimentando. Você saberá quando chegar o ponto.

Carne de jaca faz até coxinha

Provavelmente você já deve ter visto que a carne de jaca é recheio até para as coxinhas. Essa receita que demos é ideal tanto para recheios, quanto para acompanhar arroz e saladas em geral.

Essa carne pode ser o primeiro passo para você entrar no projeto segunda sem carne. Aos poucos, pode começar um hábito incrível.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários estão fechados.