O que é geração alpha? Como eles vão mudar o mundo.

O que é geração alpha? Como eles vão mudar o mundo.

Primeiramente caracterizar uma geração é sempre um caminho delicado

Pois pode incorrer em generalizações e estereótipos que não auxiliam em nada o debate

Entretanto, ultimamente, esse tema tem aparecido com mais frequência no cenário nacional e mundial.

Isso mostra que estamos experimentando um novo momento na construção dos modelos de gestão, principalmente no Brasil.

Sendo assim, deixando de apenas “importar” e passando a desenvolver nossas próprias convicções diante de cenários e tendências mundiais. 

Porém o debate sobre gerações tem contribuído na questão do aumento na expectativa de vida das pessoas – amplamente discutido na reforma da previdência em nosso país.

Neste breve artigo vamos sintetizar:

O que é a geração alfa?

Entretanto quando você conta gerações a partir da letra X, isso não lhe dá muitas opções antes de você chegar ao final do alfabeto, definitivamente.

E, apesar do aumento da frequência de desastres naturais e dos temores renovados de uma pandemia mundial, o mundo não terminou com a geração Z.

Portanto, para facilitar, voltamos ao início do alfabeto. Mas com seus cérebros e interconectividade, a próxima geração tem um enorme avanço.

O termo “Generation Alpha” foi cunhado por Mark McCrindle, um demógrafo e pesquisador da Austrália.

Em principio começando em 2010 – o ano em que o iPad foi introduzido -, os membros dessa geração crescem em ambientes altamente tecnológicos.

McCrindle me disse que o nome se originou de uma pesquisa on-line que ele realizou em 2008 que produziu uma série de apelidos agora descartados.

Assim que o alfabeto latino se esgotou, ele pulou para o grego – “o começo de algo novo”.

Criados em residências onde Alexa, Siri e até o Google pode responder perguntas em um alto-falante inteligente.

Desse modo aprendem na escola em superfícies interativas e talvez nunca precise obter carteira de motorista.

Já que temos grandes avanços na tecnologia de veículos autônomos e eles estão mais por dentro disso que os seus pais.

Também não faltam a essas crianças experiência em tecnologia. Por isso, com um ano de vida, já sabem como uma tela touch funciona. 

Mais de 2,5 milhões de pessoas nascem em todo o mundo a cada semana (principalmente os filhos da geração do milênio).

Segundo a análise de McCrindle, o que significa que pode haver dois bilhões deles até o ano de 2025. 

McCrindle

Espera-se que eles sejam a geração mais educada de todos os tempos, afinal que possuem acesso sem precedentes às informações sobre qualquer assunto na ponta dos dedos.

Talvez não seja de surpreender que, para uma geração com experiência em tecnologia e com uma vantagem intelectual.

Certamente, também seja esperado que ela seja a geração mais rica até hoje.

Entretanto a adolescência começará mais cedo, prevê em parte graças à tendência biológica em direção à maturidade física anterior;

Igualmente isso moldará sua sofisticação social, educacional e comercial.

Mas será uma adolescência prolongada, pois Alphas permanecerão na escola por mais tempo. 

Dessa forma também poderão resistir a ideia de sair de casa, juntando dinheiro suficiente para sair por conta própria e, serão relutantes quanto a casamento e filhos.

O que significa que eles provavelmente morarão em casa com os pais da geração Y também por mais um tempo.

Mas o que realmente definirá a Geração Alfa ainda precisa ser determinado. Afinal, a maioria deles ainda nem nasceu e ainda é cedo para tentar compreender suas atitudes.

O que se sabe, de começo, é que a geração alfa existe e é realmente completamente diferente das anteriores.

O que é geração alpha? Como eles vão mudar o mundo.

Confira os próximos artigos sobre “Geração Alfa” Aqui no site.



** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.