Racionais MC's: uma história de luta e resistência

Racionais MC’s: uma história de luta e resistência

Racionais MC’s: uma história de luta e resistência

“As únicas pessoas que realmente mudaram a história foram as que mudaram o pensamento dos homens a respeito de si mesmos.” (Malcolm X)

Os Racionais MC’s, maior grupo de rap do Brasil — formado por Mano Brown, Ice Blue, Edi Rock e KL Jay — primeiramente inspiraram muita gente a ter coragem de lutar pelos seus sonhos e direitos, a ter orgulho se si, da história e da força do negro no Brasil.

Racionais MC’s na Netflix

Na semana passada, a Netflix lançou o documentário ‘Racionais: das ruas de São Paulo pro mundo’, que conta a história da banda desde o início até os dias de hoje.

Jovens negros que, através da música, revelaram a dura e cruel realidade das comunidades pobres de São Paulo.

Letras fortes que retratam a violência oriunda do racismo estrutural no Brasil e que, ao mesmo tempo, transmitem uma mensagem de luta, resistência, ambição, autoestima e independência para o povo preto, apontando a educação como caminho e o reconhecimento do próprio valor, como poder para transformação.

Luta e resistência através da música

Desta forma, o desafio da banda sempre foi sensibilizar as pessoas para o que estava acontecendo e a sua missão, inspirar e encorajar os negros da periferia a lutarem pelos seus direitos.

‘Quero que os pretos me ouçam, preciso entrar no coração deles. O preto tem o direito de ser quem ele quiser.’ (Mano Brown)

‘A música muda a atitude das pessoas, entra na mente.’ (KL Jay)

O documentário começa mostrando um Brasil pós-ditadura que, como disse Mano Brown — ‘foi uma época horrível para os negros do Brasil’.

Uma sociedade com resquícios escravocratas e sobretudo uma elite branca com planos de exterminar a população negra por medo dela se tornar maioria e tomar o poder.

O extermínio da população negra sempre foi estratégia no Brasil. Para Mano Brown, o racismo escravizou o preto, mas é importante um pouco de raiva e ambição para lutar.

Das ruas de São Paulo para o mundo

O rap apareceu no Brasil no final da década de 80. Em São Paulo, a Praça São Bento era o ponto de encontro do hip-hop e foi ali onde tudo começou, quando Mano Brown e Ice Blue ganharam um concurso de rap em 87. Um tempo depois, se juntaram a KL Jay e Edi Rock e formaram o Racionais MC’s.

Em 1989, fizeram a primeira gravação que integrou a coletânea intitulada “Consciência Black”. A música ‘Pânico na Zona Sul’ denunciou o que acontecia na Zona Sul de São Paulo e muita gente começou a prestar atenção.

Dois anos depois, o grupo gravou seu primeiro álbum solo, “Holocausto Urbano”, com músicas agressivas, pois a época pedia — o grito estava entalado na garganta. O movimento negro se juntou aos rappers, unindo conhecimento e acesso à juventude das periferias.

Em 1992 lançaram o álbum “Escolha seu caminho”, mas a grande revolução aconteceu em 1993, com o lançamento do “Raio-X Brasil: Liberdade de expressão”. A música ‘Homem na estrada’ popularizou e os Racionais entraram na alma do brasileiro.

Mas foi o álbum “Sobrevivendo no Inferno” de 1997 que os tornou famosos, com 1.500.000 de cópias vendidas. ‘Foi uma fase mais gótica, com uma linguagem mais pesada, mais hardcore’, conta Mano Brown.

Apesar do sucesso, a banda não estava satisfeita com o teor agressivo de suas letras e temia os efeitos que elas estavam causando em seu público. Nesse momento, o grupo deu um tempo para repensar tudo.

Mudar o pensamento sobre si, é revolucionário

Se conheça primeiro. Esse foi o conselho que Mano Brown recebeu de um amigo, que o ajudou a trazer mais dimensões para a sua música.

Foi um tempo de maior conexão consigo e com a natureza, que permitiu acessar sentimentos que todos temos, mas que ninguém quer falar, pois são associados a fraquezas.

Toda essa mudança e profundidade se manifestaram no álbum “Nada como um dia após o outro dia”, cujas letras não mais retratavam uma periferia submissa, ignorante, alienada, mas uma periferia com voz.

Os Racionais MC’s mudaram a história do movimento negro no Brasil, pois mudaram o pensamento de muitas pessoas sobre si, afirmando toda a força e beleza do povo preto e a sua importância histórica no nosso país.

Obrigada Racionais, vocês são gigantes!

E se você não assistiu ainda ao documentário, corre lá agora e depois me conta aqui o que achou.

Adriana Prosdocimi

Blog: https://adrianaprosdocimi.com/

Instagram: https://www.instagram.com/palavrasdepsi/

Instagram do Yoo Mag

Racionais Mc´s Por Lucas Machado

Advertisement

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Cris
Cris
1 ano atrás

Necessário e inspirador!

Adriana Prosdocimi
1 ano atrás
Reply to  Cris

Obrigada, Cris!