Benefícios de treinar no frio

Benefícios de treinar no frio

As manhãs estão congeladas e os fins de tarde não têm sido diferentes. O inverno chegou há poucos dias, mas já mostrou todo o potencial em 2021. Desse modo, nada é mais convidativo do que cobertor, comida quente e um filminho.

Contudo, a temporada de frio não significa inércia e pausa na rotina das atividades físicas. Até porque, treinar é uma necessidade do corpo, com reflexos diretos no equilíbrio da mente.

Portanto, nada de se entregar aos prazeres das cobertas e abandonar a prática de exercícios físicos. Mas, obviamente, essa tarefa não é simples e necessita de foco e dedicação.

Os 5 principais benefícios da atividade física

Por isso, listamos 5 benefícios da atividade física durante o inverno, que motivaram a se mover durante todo o ano.

Queime calorias no frio

Primeiramente é importante que você saiba que, durante os dias frios, há mais gasto de energia e, consequentemente, de calorias. Contudo, não adianta realizar a atividade de qualquer forma. Já que o corpo necessita de intensidade para o alcance da temperatura ideal e, assim, gasta energia.

Evite engordar

Nessa época do ano existe mais recorrência ganho de peso, pois os músculos ficam mais contraídos e as pessoas consomem mais calorias. Sendo assim, a atividade é uma saída para evitar excesso de gordura corporal.

Acelere o metabolismo

Ajude o seu corpo na queima de calorias. Então, antes do treino ative o seu corpo e o metabolismo: pule a corda bem rápido durante um minuto, descanse 30 segundos. Em seguida, repita a série de pulos por 20 minutos.

Fortaleça o sistema imunológico

Em tempos de COVID-19, nunca se falou tanto na necessidade de aumentar o sistema imunológico. E treinar em tempos frios ajuda em todo esse processo, pois o corpo estará exposto às baixas temperaturas.

Aumente a resistência

Como há mais esforço do corpo, isso reflete na resistência do organismo. Nesse sentido, tanto o sistema respiratório quanto o vascular ficam mais fortes.

Benefícios de treinar no frio

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários estão fechados.