Dieta paleolítica x dieta ocidental

Dieta paleolítica x dieta ocidental. As dietas estão sendo cada dia mais comuns pelo aumento de expectativas de vida dos brasileiros em especial.

É o assunto na pauta nas rodas de esportistas e o mundo verde entra de vez para todos os conceitos que se voltam ao mundo fitness.

Assim, as mudanças nos padrões nutricionais nos levam hoje a uma dieta altamente industrializada e cheia de gordura trans, uma gordura extremamente prejudicial à saúde.

Anteriormente, comíamos mais comida de verdade e nos tempos atuais a recomendação é essa. Assim, comer comida e não doces, guloseimas, biscoitos e lanches de padaria.

Certamente, vale dar uma olhada em como era a alimentação antigamente e como está hoje.

Na dieta paleolítica era assim:

65% de carnes magras, aves selvagens, ovos, peixes e frutos do mar;
35% de frutas, vegetais, oleaginosas e mel.

Nos dias atuais:


Primeiramente, 55% de cereais, leite e derivados, açúcar e adoçantes, gordura hidrogenada e álcool e 28% de carnes gordas, ovos, frangos, peixes e frutos do mar. 17% de frutas, vegetais, oleaginosas e mel.

Antes disso, vale uma reflexão e avaliação pessoal de o quanto a dieta dos dias atuais hoje podem trazer problemas futuros à saúde.

No entanto, já avaliou o que anda comendo?

Comida de verdade não vem em caixinhas! Fique atento!

Contudo sempre foram ricas em gorduras insaturadas, ajuda a reduzir o colesterol ruim(LDL), e aumentar o colesterol bom(HDL).

As avelãs contém alto teor de vitamina. Isto é, aliada da saúde da pele, unhas e cabelos. Essa vitamina também melhora o metabolismo energético, favorecendo a mobilização das reservas de gorduras.

O cálcio, magnésio e potássio presentes na avelã atuam na regulação da pressão arterial. Cada avelã contém 6,3 calorias. Dez unidades ao dia são suficientes para obter seus benefícios.

Castanha de caju

A castanha de caju contém zinco, um mineral que exerce uma série de funções importantes no organismo e é fundamental para prevenir a anemia.

Proteção ao sistema cardiovascular, função antioxidante, equilíbrio hormonal, fortalecimento do sistema imunológico também são alguns de seus benefícios. Para os praticantes de atividades físicas, a castanha de caju auxilia no crescimento e regeneração muscular.

Uma porção de 1/4 de xícara da castanha já é suficiente para obter seus benefícios, o equivalente a 162 calorias.

Dieta paleolítica x dieta ocidental

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments