Granola caseira natural com sementes crocantes

Primeiramente, você é daquelas pessoas que gostam de granola como complemento ou come direto do pacote? Seja como for, a opção de fazer a sua própria granola caseira natural é um ponto importante. Afinal, ela fica muito mais saudável quando preparada em casa.

A granola vendida em mercados pode conter corantes, açúcares e outros itens semelhantes. Nesse sentido, o consumo deve ter sempre a sua atenção para que a alimentação seja correta.

No entanto, se você não tem tempo de preparar a granola caseira natural, procure comprar as alternativas integrais. Agora, para quem se anima, a resposta é a seguinte: a granola caseira é uma delícia e bem crocante. Além de ser fácil de fazer.

Ingredientes da granola caseira natural

4 xícaras de aveia em flocos;

2 xícaras de castanhas – amêndoa, castanha do pará e castanha de caju;

1 xícara de flocos de milho sem açúcar;

¼ xícara de óleo de coco ou de girassol;

½ xícara de mel;

1 e ½ de colher de chá de canela em pó;

Sal – apenas para salpicar

Modo de preparo

A princípio, misture as castanhas, os flocos de milho e a aveia em uma tigela. Logo depois, coloque todos os outros ingredientes.

Em seguida, mexa tudo com a ajuda de uma espátula. A seguir, despeje a mistura em uma forma antiaderente.

Com isso, é importante que a camada fique uniforme. Imediatamente, leve ao forno pré-aquecido a uma temperatura de 200°C. O tempo varia de 20 a 30 minutos.

No entanto, você deve mexer a granola levemente para que ela não queime. O ponto ideal é quando ela ficar dourada.

Por fim, retire a vasilha do forno e espere esfriar para ganhar o aspecto crocante. Sua granola caseira natural está pronta para ser degustada.

Quais os benefícios da granola?

Em primeiro lugar, quando a granola é consumida com moderação, os benefícios para o corpo são vários. Em outras palavras, esses famosos flocos fazem muito mais que ajudar na perda de peso.

Um dos benefícios mais percebidos está no bom trânsito intestinal que ela promove. Além disso, o corpo ganha mais energia, diminui o colesterol ruim e até previne doenças crônicas.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários estão fechados.