O que é a mentalidade de abundância?

Abundância nos pequenos prazeres, no que faz bem e faz evoluir.

Esse texto deve ser lido totalmente sem julgamento e também, com amor as palavras. Para você, o que é a mentalidade de abundância?

Bom, depois de algumas sessões de consultoria pessoal com minha sócia, que é extremamente foda, além de ser especialista em autoconhecimento, Larissa Batista, comecei a pesquisar e ler sobre abundância.

Possuo mais de 20 anos como escritor e profissional de comunicação, e já aviso, esse texto não é uma tese científica, entretanto sei que vai ajudar quem precisa.

Existem muitas pessoas acanhadas, que se se identificam com a escassez. Certamente, a maioria é apegada a alguns ditos populares, tal como: “deixa a vida me levar, vida leva eu”.

Se deixar levar pela vida só um pouquinho, já está bom, contudo tem gente, por exemplo, que está à beira de um colapso financeiro e aceita permuta em tudo. Gente, permuta NÃO é dinheiro, ok.

Dito isso, muitas pessoas encaram a vida com possibilidades bem limitadas, e aceitam incontestavelmente o que a ela oferece. Não estamos falando aqui do ter e sim do ser.

Ser forem boazinhas já é o bastante, se aceitarem tudo esta de “bom grado” e por aí adelante.

Mas afinal o que é mentalidade da abundância?

Com convicção – acreditamos sempre que existe mais e que nós podemos conseguir esse algo mais, basta correr atrás.

Conversamos sobre dinheiro sim, pois ele nos dá uma vida digna. Todavia, também falamos de sermos mais abundantes, que certamente está relacionado com quantidade, que é mais: amor, paz interior, beleza, alegria, saúde e fé.

Não obstante, temos que prestar atenção na qualidade, o que diferencia o sucesso e o fracasso. Em outras palavras, não é apenas sobre vencer várias vezes, mas sobre o que a vitória trouxe, o que você aprendeu e o que irá fazer com elas.

Exercícios da abundância

E aqui vão alguns exercícios e que garanto realmente darem certo, se você fizer diariamente e enquadra-los ao seu universo.

  • Comece a se dar mais valor em tudo, exatamente tudo. As suas opiniões, seus atos, bens materiais, conforto. Não precisa ficar preocupado o quanto, mas é necessário que seja constante.
  • Tenha um comportamento de fato generoso com os outros. Sem criar expectativa, uma vez que o universo se encarrega disso.
  • Aprenda a respeitar todas as coisas pequenas que possuem um valor muito grande. Tipo: um elogio, as folhas das árvores, flores, pessoas que trabalham com você, seus problemas, tudo. Isso não tem relação com não querer coisas grandes, mas entender que um passo vem sempre atrás do outro.
  • Para agora de dizer: Não posso isso, aquilo, não consigo, é muito difícil, muito longe. A Fórmula mágica: agradeça antes de pedir mais.
  • Faça uma lista do que você quer deixar para trás, das pessoas e coisas tóxicas, que te atrapalham. Você sabe exatamente quem são, e sabe tudo o que você quer para sua vida. Construa metas, processos, claro que impossíveis, por que a abundância tem que ser mais do que você imagina. Joga fora, queima, elimina.

Precisamos nos sentir abundantes – quando estamos atentos a tudo o que nos rodeia, cada detalhe faz toda a diferença para nos sentirmos plenos.

O que é a mentalidade de abundância? É o toque de uma pessoa querida, de um pôr do sol no rosto, ou o vento na cara num role de skate ou um pedal a noite, o que nos da garantias de sermos livres.

O lance é você se amar e crer nas suas possibilidades. Contudo, se isso não ocorrer após esses feitos, não se deixe condenar à insegurança, e à escassez. Persista, pois, fomos criados para sermos abundantes, não em uma única coisa, mas em tudo. Sou mais você. Hasta !!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments