União Burger King e McDonald’s

  • por em 25 de setembro de 2020

Comunicação é um mundo mágico – quando se sabe conduzir, obviamente.

E se tem alguém que remexe o mercado publicitário é a turma dos gigantes do fast food.

Vira e mexe McDonald’s e Burger King trazem para o centro da mesa propostas de comunicação que remexem todo o mercado publicitário.

Mercado publicitário

Já vimos os mascotes em situação nada amigáveis dividindo cena e, recentemente, eles se uniram para (mais uma vez) mostrar que são os donos do mercado publicitário – e olha que essa afirmação não vem carregada de exageros, viu?

União de Burger King e ​McDonald’s

Para você ter uma ideia o mascote do Burger King apareceu beijando Donalds (o palhaço mais famoso do mundo) na Finlândia.

Foi aí que eles lançaram a campanha “Love conquers all” (O amor
conquista tudo, em tradução literal).

De acordo com a gerente de marca na Finlândia, Kaisa Kasila, em um comunicado à imprensa.

Burger King e ​McDonald’s

A empresa “sempre defendeu, o amor e o direito de todos ser do jeito que são.

Nós pensamos, qual a melhor maneira de transmitir nossos valores
do que retratando um beijo abrangente entre o Burger King e o McDonald’s.

Queríamos mostrar que no final, o amor sempre vence.

Sabemos que o McDonald’s também representa os valores que defendemos”, completa.

Marketing de guerrilha

No entanto, as inovações para o mercado publicitário não ficaram restritas à campanha.

Dessa vez, o marketing de impacto foi a escolha da turma que decidiu
mostrar (na prática) que o tradicional sanduíche da casa, o Whopper, realmente não tem conservantes.

Como o Burger King decidiu mostrar que o sanduíche não tem
conservantes?

Ousadia, né, meus amigos?! A imagem do sanduíche se apodrecendo com o tempo foi lançada nos Estados Unidos e, para variar, movimentou todo o mercado.

A ideia central foi de mostrar a falta de conservantes e, consequentemente, a imagem do sanduíche podre foi o resultado final.

Depois de sucesso absoluto no mercado americano, a campanha chega ao Brasil e, ao que tudo indica, vai remexer todo o mercado de fast-food por aqui.

Até porque, trata-se de um projeto que impacta toda a cadeia do setor e a expectativa do BK é que até 2021 todos os sanduíches do cardápio estejam 100% livres de conservantes.

Posicionamento de mercado do BK

A campanha é parte de um posicionamento estratégico da marca que colocou o sanduíche mais tradicional da empresa na linha de frente de pesquisas.

Sendo que o foco foi o de criar métodos de pesquisas que deixasse o Whopper livre de conservantes artificiais.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.