Elza Soares 90 anos de história

Elza Soares 90 anos de história

A voz continua firme e mesmo que a mobilidade não seja mais a mesma, Elza Soares esbanja plena vitalidade no alto de seus 90 anos de história. Frequentemente, suas músicas são usadas em campanhas publicitárias, filmes, trabalhos acadêmicos e afins. 

Além disso, os temas abordados endossam as pautas da sociedade atual. Em outras palavras, isto mostra que a artista está cada vez mais atual. Outro detalhe é ressaltar que suas canções são indispensáveis para compreender o mundo.

Diante de tanta contribuição para a música popular brasileira, Elza Soares é parada obrigatória para entender a MPB. Inclusive, as letras da cantora são um convite ao universo da mulher preta, que sempre foi silenciada. 

Quem é Elza? 

A mulher do fim do mundo nasceu no Rio de Janeiro, em 23 de junho de 1930. A família era humilde, mas isso não impediu Elza de se transformar em uma estrela. Com isso, sua carreira começou a dar os primeiros passos em 1960, quando participou de um concurso em uma rádio.

No entanto, algumas fontes revelam que bem antes, Elza se arriscou em algumas apresentações como cantora, ainda sem reconhecimento. Logo depois, a carreira da artista passaria por altos e baixos, envolvendo casamento com Garrincha, perseguição da imprensa, turnês internacionais e mudança para a Europa.

Entre idas e vindas, Elza participa de parcerias até no rock, derrubando barreiras da música e se consolidando cada vez mais. Dessa forma, a cantora volta ao Brasil definitivamente no final da década de 90.

Em 2000, Elza Soares recebeu o prêmio de ‘Melhor Cantora do Milênio’, pela BBC Londres. A partir desse momento, outras parcerias e canções apenas reforçariam a divindade de Elza, com álbuns antológicos e uma voz poderosa contra as injustiças sociais. 

Sua importância para a música negra

Em primeiro lugar, Elza Soares é reverenciada não apenas por sua longevidade e contribuição à música brasileira, mas por sua conexão às pautas da população negra.

A própria artista conheceu as agruras de ser mulher e preta em um país historicamente racista e patriarcal. Por meio de suas canções e talento, Elza é a maior representante da música negra, cantando vidas e paixões por meio de composições fortes e impactantes.

Quem não se lembra dos versos de ‘A Carne’? “A carne mais barata do mercado é a carne negra…”. Por aí é possível entender a grandiosidade de Elza Soares. 

Momentos difíceis

Curiosamente, Elza se fortaleceu diante de tantas dificuldades. A princípio, a pobreza extrema e o casamento forçado aos 12 anos de idade. Em seguida, abusos morais e sexuais constantes; perdas de filhos por desnutrição, filha sequestrada, trabalhos braçais, casamento com Garrincha e perseguição.

Elza Soares chegou ao século XXI e a poucos meses de completar 91 anos, a deusa tem muito que nos ensinar. Além disso, suas músicas são suficientes para qualquer pessoa sentir orgulho de pertencer ao mesmo tempo da mulher do fim do mundo. 

Elza Soares 90 anos de história

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários estão fechados.