Hipertrofia muscular: como se manter saudável com exercícios físicos

Primeiramente deve-se ter em mente que a hipertrofia muscular não é importante só para a manutenção do peso.

Emagrecer

Já que a massa magra ajuda a emagrecer. Nem tampouco é somente para beleza.

Assim, preparar o corpo para envelhecer garante melhor qualidade de vida e a hipertrofia muscular contribui para isso.

Todavia, não é somente a musculação que faz a hipertrofia.

Na verdade, deve-se acrescentar à atividade física a alimentação e também o descanso muscular.

Hipertrofia muscular

Assim a hipertrofia o aumento da massa muscular mediante exercícios de musculação e funcionais.

O treino conhecido como drop-set foi criado, dessa forma, pelo famoso Henry Atkins, que era matemático.

Dieta atkins: redução de carboidratos e diminuição de peso: https://lifestyle.uai.com.br/saude/dieta-atkins-reducao-de-carboidratos-e-diminuicao-de-peso/

Por ele se ganha massa por fadiga dos músculos, diminuindo o peso e aumentando o tempo de repetições.

Treino pirâmide

Já o treino pirâmide, entretanto, é o mais conhecido das academias.

A princípio com pesos mais leves e mais quantidade de repetições e, ao longo, os pesos são aumentados, reduzindo-se as séries.

O treino pirâmide pode ser, dessa forma, crescente que é a clássica acima descrita, decrescente que é igual a drop-set e crescente-decrescente que é a mistura das duas e é o treino mais intenso.

Para potencializar os resultados, contudo, a alimentação é um aliado necessário.

Deve-se consumir mais calorias do que as gastas (mas com alimentação saudável) e ingerir mais proteínas e gorduras boas. 

A suplementação, assim, pode se dar com o consumo de whey protein, aminoácidos como o BCAA e a creatina. 

Que possa orientar os melhores exercícios de acordo com a idade, a memória muscular e demais fatores.

Ao mesmo tempo, não se pode esquecer que um sono de qualidade é fundamental e que o descanso muscular é necessário.

Então, é importante lembrar que atividades feitas sem orientação e conhecimento podem causar lesões.

Ao invés de contribuírem para a saúde geram prejuízo ao praticante descuidado


** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.