Gracie Hans. Entrevista e fotos com a Top Model internacional

Gracie Hans. Entrevista e fotos com a Top Model internacional

Fotos: Marcio RodriguesInstagram: https://www.instagram.com/marciorodriguesphoto/

Primeiramente aquela história (clichê) de que beleza e DNA não se aplicou muito na vida de Gracie Hans.

Nascida em Harmonia, no Rio Grande do Sul, entretanto ela revela que, quando criança, era mais ou menos horrorosa.

Contudo, adolescente, ela se lembra que era bastante “feinha” e a mais zoada da turma. Termos antigos, que não se refletem nos dias de hoje.

Entretanto com uma beleza singular, ela conta que a paixão pelos gatos é um fio condutor de toda a sua trajetória.

Até porque, como ela mesma brinca, quando aprendeu a falar a primeira, palavra foi “miau”.

“Eu sempre amei gatos. Levava para casa todos que via pelas rua. Dormia com eles escondido, sempre tive uma relação muito próxima com eles.

E, aos sete anos, adotei os dois que são os amores da minha vida.

Desde então, faço trabalho voluntário no projeto em que adotei um dos meus gatos: Adote um Miau (@adoteummiau: https://www.instagram.com/adoteummiau/)”, conta.

A relação afetiva com os animais se iniciou cedo, tanto que, desde os 8 anos, ela não come carne.

Alimentação

No entanto, ela nunca comeu bem, assim como a grande maioria das pessoas que, simplesmente, tiram a carne do cardápio e não procuram saber como se alimentar de forma correta.

Mas foi há três anos que ela procurou, pela primeira, um nutricionista e aprendeu a se alimentar bem.

“Eu amo comer. Se eu tiver vontade de hambúrguer, pizza, um pão ou queijo ‘minerim’, vou comer. Não costumo me privar dessas coisas. Equilíbrio é tudo!”

Dentro do “novo normal”, que nasceu junto com o isolamento social, ela conta que acredita que curtiu muito a ideia de ficar em casa e que pretende continuar.

“Não tenho certeza do que vai mudar. Eu sei o que já vinha mudando em mim e acho que agora tudo ficou mais forte.

Essa é a ideia de repensar velhos hábitos, focar em bem-estar, ao invés de sempre querer mais poder, dinheiro, bens.

Fazer mais trabalho voluntário, ter mais empatia pelo próximo e lutar cada vez mais por um mundo melhor.

Quero me mudar para praia e vender minhas artes [risos]”, planeja.

Siga a Gracie Hans no Instagram: https://www.instagram.com/hansgracie/

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.