Pilates: atividade física completa, equilíbrio e fortalecimento muscular

Pilates: atividade física completa, equilíbrio e fortalecimento muscular

O equilíbrio é o ponto principal dos treinos de pilates. A prática ajuda no fortalecimento muscular e é uma atividade democrática, que convida pessoas de muitas idades e perfis físicos.

Além disso, o pilates é uma ótima alternativa para atletas amadores. Isso porque, a atividade ajuda no fortalecimento muscular, no equilíbrio e na postura.

As articulações também agradecem na prática do pilates. Com a postura equilibrada é possível amenizar o impacto direto nos músculos.

Pilates para corredores

Dessa forma, aos corredores, o pilates é uma estratégia necessária. Até porque, inevitavelmente, o impacto no corpo durante a corrida é intenso. Assim, com fortalecimento é possível diminuir as chances de lesões mais graves.

Os especialistas indicam de duas a três vezes o pilates, na semana. No caso dos corredores, o pilates tem grande contribuição no equilíbrio e, consequentemente, contribui para o formato da sua pisada.

Já que a postura inadequada sobrecarrega a musculatura e causa sérias lesões. Só para ilustrar, as formas de cada um correr podem ter efeitos diferentes no corpo.

Qual o seu jeito de correr?

Existem aqueles que forçam o calcanhar na hora da pisada. Outros jogam peso em uma das pernas. O pilates ajuda no equilíbrio tanto do lado esquerdo quanto do direito dos nossos corpos.

Já que ela estabiliza o corpo e ajuda a centralizar os músculos.

O pilates ajuda na força de toda a musculatura. Assim, protege o joelho e quadril do impacto durante as passadas da corrida. Além dos benefícios, o pilates é uma alternativa à musculação tradicional. Já que direciona força, porém com métodos mais lúdicos.

A atividade contribui diretamente ao equilíbrio e saúde do corpo. Os benefícios são muito, mas o principal deles é o cuidado integral com todo o corpo.

Pilates: atividade física completa, equilíbrio e fortalecimento muscular

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.