Abdômen trincado em 20 minutos

  • por em 1 de dezembro de 2020

Abdômen trincado em 20 minutos.

Com pouco menos de um mês para o Natal, com ele, a chegada do fim de ano e das possíveis férias, temos a contagem regressiva para um corpo bem definido.

Ainda mais para você, que deu duro o ano inteiro e agora só quer tornear ainda mais o abdômen. É possível sim.

Vamos te apresentar uma série de exercícios que, em conjunto, são capazes de transformar a sua barriga, deixando ela sarada.

Prancha abdominal

Esse é um dos exercícios mais comuns na modalidade de abdominais que existem, já que trabalham a região como nenhum outro.

Você deve ficar de barriga para baixa, se apoiar com seus braços.

Seu joelho não deve tocar no chão, portanto, tente olhar para frente e manter o equilíbrio.

Outro ponto de atenção é o quadril, que não deve estar acima do rumo da cabeça.

Comece com 30 segundos de prancha e 1 minuto de descanso. Aumente de acordo com a sua capacidade de ficar no exercício.

Escalada

Esse exercício é uma variação da prancha.

Com a diferença que vai te deixar um pouco mais cansado: você vai puxar o seu joelho, um de cada vez, no rumo da sua mão, como se fosse uma escalada no chão.

Esse movimento vai acelerar o seu metabolismo, ainda que você não o faça com rapidez.

Vá no seu tempo, tente três séries com 30 segundos e 1 minuto de descanso, depois vá aumentando a intensidade.

Canoa

Um dos mais comuns nos treinos aeróbicos é a canoa. Você vai só precisar do seu corpo, mas não vá achando que é fácil.

Primeiramente, você deve se sentar, esticar as pernas semi flexionando os joelhos.

Levante as suas mãos para cima, com seus braços ao rumo das orelhas. O indicado é fazer três séries com 15 repetições cada.

Inimigos do abdômen trincado

Além desses exercícios, você deve saber que existem alguns hábitos que vão te manter longe da sua barriga com os gominhos torneados.

Dentre eles está o consumo de álcool, os carboidratos e até mesmo noites mal dormidas de sono.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.