Capeba: benefícios do chá e da planta

De nome estranho, essa planta nativa do Brasil.

Saúde

Encontrada em abundância no sul da Bahia, Minas Gerais:

Espírito Santo e São Paulo, e de aspecto de mato sem importância, é surpreendentemente pelo que oferece à saúde.

Nasce por conta própria

Essa planta que nasce por conta própria em meio a outras, e é picante ao paladar.

Entretanto, possui dentre suas aplicações, ação anti-inflamatória, diurética, vermífuga, antirreumática, laxativa, antianêmica e anti espasmótica.

Achou muito?

A Capeba trata ainda doenças sexualmente transmissíveis tais como a gonorréia, reduz a gordura do fígado, é anti-térmica, equilibra a bílis, trata de dores do estômago, é emoliente, faz suar e é um tônico.

Reduz dores no corpo

Além disso, reduz dores no corpo, tanto nos músculos quanto ossos. Mas não deve ser usado por lactantes e grávidas. Regula o ciclo menstrual e alivia as cólicas e também retarda o envelhecimento da pele.

Similarmente é indicada para tratar infecções do trato urinário, reduz a retenção de líquido, auxilia na eliminação de toxinas do corpo e nos sintomas de problemas respiratórios, melhora gastrites e úlceras e até cura furúnculos.

Essa plantinha despretensiosa igualmente ajuda na redução de peso e por isso, sua inclusão na dieta traz grandes benefícios para o emagrecimento.

Sua composição é, nesse sentido, a justificativa para ser indicada para tanta doenças. Rica em fibras, vitamina C e antioxidantes, ainda tem ferro, cálcio e carboidratos.

Existem, dessa forma, muitas alternativas para seu consumo já que as folhas podem ser refogadas e consumidas como couve ou mostarda, além de usada como emplasto sobre a pele, depois de cozida.

Pode-se também incluir a capeba em sucos, tomar banho com o chá ou, claro, ingerir o chá duas vezes por dia.

As suas sementes, quando trituradas também podem ser utilizadas e sua raiz depois de seca é transformada em pó.

Capeba

Com o propósito de tratar todas as doenças cujos efeitos já foram comprovados, pode se fazer o chá das folhas, recém colhidas ou secas. 1 Colher da planta colocada em uma xícara de água fervida, após a infusão de 10 minutos, resolve.

Para problemas respiratórios, contudo, o ideal é misturar a raiz e a folha para se fazer o chá. Em ambos os casos sugere-se o consumo 2 vezes ao dia, antes das refeições.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.