Graviola: emagrece e cura o câncer? Benefícios e como usar

Graviola: emagrece e cura o câncer? Benefícios e como usar

Ela pode ajudar a emagrecer e previne o câncer. Já pensou em usar a folha da graviola como chá?

Você já pensou em usar a folha de graviola para emagrecer?

Primeiramente a árvore é nativa de locais úmidos e quentes da América do Sul, como no Brasil, México, América Central e Caribe.

Entretanto o clima, inclusive, tem tudo a ver com a frescor da fruta, que também pode ser usada com fins sedativos e para auxiliar em tratamentos de queixas estomacais e febres.

Confira nossas receitas para emagrecer: https://lifestyle.uai.com.br/saude/como-queimar-gorduras-com-chia-e-limao/

Mas você sabia que a folha de graviola rende um potente chá com efeitos
milagrosos em todo o organismo? Então, esse é o cenário desconhecido por
muita gente.

Contudo, é importante que todo o mundo saiba que o uso da folha da graviola em chás pode contribuir diretamente para o emagrecimento.

Apesar dos relatos pessoais, não existe nenhuma fonte científica que comprove os efeitos do uso do chá.

No entanto, há relatos contrário à negativa dessa linha e que defendem
fielmente o uso da folha em chás como método muito eficaz para o controle da balança.

Mas é importante que no caso de preparo por infusão, a pessoa busque um nutricionista para saber a quantidade exata a ser preparada, de acordo com o perfil de cada pessoal.

Sabemos que não existe uma mágica que vai fazer com que toda a sua gordura desapareça ou, simplesmente, saia no xixi. Mas contar com uma mãozinha para ajudar nesse processo sempre é muito bem-vinda.

De acordo com especialistas, há comprovação de que o uso da folha de graviola como chá é usado no tratamento e prevenção do câncer. Quanto a isso há estudos que comprovam toda essa ligação.

Até porque em artigo publicado, o especialista em nutrição fitness Malia
Frey falou das evidências, mas deixou claro que não existem comprovações.

Evidências

“Uma revisão recente publicada no jornal Carcinogenesis identificou que
‘baseado em dados recentes, existem boas evidências de que plantas usadas há tempos poderiam ter potenciais quimiopreventivos (de prevenção ao câncer) e terapêuticos’. Os autores do estudo sugerem maiores investigações”, deixou claro o especialista.

Contudo, a Fundação do Câncer deu respaldo para o uso da folha da graviola como opção preventiva, já que existe um composto quimiopreventivo conhecido pelo nome de acetogenina.

Mas a folha não deve ser usada por mulheres grávidas, crianças ou pacientes com mal de Parkinson.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.