Beavis e Butt-Head: os maiores críticos musicais dos anos 90

Primeiramente para alguns, os anos 1990 significaram um marco cultural no mundo.

E dois personagens protagonista da lendária MTV fizeram parte de uma turma que encabeçou entre os melhores.

Beavis e Butt-Head

Beavis e Butt-Head, recentemente, foram apontados como os principais críticos musicais da história.

No entanto para quem ficou um pouco perdido sobre quem seriam esses nomes emblemáticos, basta olhar para a ilustração para entender.

Sentados num sofá, os dois criticaram quase 600 videoclipes em cima da música.

Tudo isso em um tempo em que a MTV conduzia os rumos da música mundial.

Os dois metaleiros superaram o nível de ignorância e idiotice

Mas o as cenas eram hilárias e o resultado eram muitas risadas.

Tudo de uma forma brilhante, com inteligência que merece todo o respaldo de maravilhosos roteiristas.

Na série, os dois viviam no Texas, na cidade de Highland, e trabalhavam no
Burger Word.

No entanto, o melhor lugar para eles é em frente à loja de conveniência.

Mas os personagens nunca foram os heróis locais e nem líderes da gangue, ou seja, não impressionam ninguém – nem as minas.

As risadinhas infinitas eram irritantes e os temas sobre bunda, peito, peido, cocô, perdigoto, pinto e punheta estavam em foco.

Limites

E eles não precisam respeitar limites, como acontecia com os VJs humanos.

Aqueles que consigam passar firmes pelos artistas ou, pelo menos, não serem zoados são gigantes musicais. Duvida?

Olha quem estampou as “críticas” dos caras:

Nirvana, Metallica, Green Day, Primus, Radiohead, Nine Inch Nails, Faith No More, Snoop Dogg, Cypress Hill, Smashing Pumpkins, Marilyn Manson, Björk, Beastie Boys, Type O Negative e mais.

Eles nunca tiveram intenção de ser críticos – assim como Marcos Mion, nos “Piores clipes do mundo”.

As piadas e alfinetadas deles teceram o filme Beavis e Butt-Head detonam a
América em 1996 que fizeram artistas de muitos segmentos lutarem em busca da primeira fila.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.