Corte de cabelo feminino raspado

Qual o seu corte de cabelo preferido? Você já pensou em usar o corte de cabelo raspado? A opção invadiu as cabeças de muitas mulheres moderninhas. Mas você sabe a diferença do corte que raspa de lado, na nuca ou opta por um risquinho?

O estilo raspado surgiu por volta da década de 1970. Nessa época, a ideia primária era o enfrentamento social. Tudo isso guiado pela cultura do movimento punk e libertação do corpo.

O corte de cabelo feminino e o movimento social

A proposta surgiu na Europa. Porém não demorou muito para tomar conta de todo mundo. Hoje em dia, o estilo tem sido usado por geral. Mas a prioridade é a transmissão de um estilo mais moderninho.

Entretanto o estilo de corte de cabelo feminino pode ser usado por qualquer pessoa. Contudo, é importante manter o corte de cabelo em dia. Dessa forma, o raspado pede constância.

Quais as diferenças entre os cortes de cabelo raspados?

O modelo raspado nas laterais é chamado “sidecut”. A proposta é um modelo em degradê. Assim o pente da máquina se inicia bem baixinha e vai alternando – de acordo com a vontade do cliente.

Portanto, apenas um dos lados é raspado. Qualquer pessoa pode usar o corte. Porém é bom lembrar que caso opte pelo modelo é importante esperar até os fios crescerem e retomarem o tamanho do cabelo.

Dessa forma, o importante é entender qual a sua preferência. A manutenção também precisa ser constante, até porque se o cabelo crescer demais o corte perderá o sentido.

O cabelo raspado é o corte undercut

Já o corte undercut é um jeito de raspar o cabelo na nuca. Esse formato ficou mais forte nos anos 1980 embasado pelo movimento punk nas ruas. As meninas estilosas usam a opção tanto em cabelos curtos, médios ou longos.

Sendo que para aquelas que mantêm as madeixas maiores, o uso de trança deixa qualquer produção cheia de charme. Além disso, a opção é muito usada por quem deseja diminuir o volume do cabelo.

Enquanto isso, os cabelos totalmente raspados sempre estão na moda. Inclusive, muitas celebridades optaram pelo estilo cheio de modernidade e vigor.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários estão fechados.