Benefícios de atividade física depois dos 60

Caso você tenha 60 anos, mas não coloque a rotina de atividade física como prioridade do seu dia.

Precisa rever todos os conceitos de projeto e se remexer em prol da sua saúde.

Atividade física depois dos 60

Até porque, colocar você como prioridade de todo o projeto de vida é a grande necessidade da sua caminhada.

No entanto, se você acha que a sua idade é um empecilho para todo o seu movimento, preciso te avisar que a sua ideia está totalmente ultrapassada.

Portanto, caso a busca por qualidade de vida seja importante para você é preciso rever pensamentos.

Equilíbrio em prol do corpo

Até porque, é nessa etapa da vida que grandes mudanças hormonais ocorrem, tanto na vida do homem quanto da mulher.

Por exemplo a rigidez muscular e excesso de cansaço.

Não estou aqui falando para que aquela pessoa acostumada a acordar, tomar café e focar o dia inteiro em frente à TV.

Assim deva se matricular numa academia hoje mesmo (já que elas voltaram dentro do “novo normal”.

No pós-pandemia) e iniciar uma jornada de musculação, com levantamento de peso.

Atividade física regular: https://lifestyle.uai.com.br/saude/atividade-fisica-regular/

A ideia é de provocar pequenos movimentos e, consequentemente, gerar sensação de bem-estar.

Bem-estar na terceira idade

Por isso, quem chega à terceira idade, antes de tudo, deve buscar atividade aeróbica e exercícios de fortalecimento muscular e equilíbrio do corpo.

Isso pode ajudar diretamente na diminuição de dores nas pernas e na fraqueza do corpo.

Para aqueles que não têm problemas cardiovasculares e nem doenças crônicas a recomendação é iniciar o mais rápido possível todo movimento.

Como deixar o sedentarismo?

Para quem pretende sair do sedentarismo pode chegar devagar. O ideal é que os batimentos fiquem abaixo de 114 é que tudo seja realizado com bastante tranquilidade.

Dentro das opções a natação surge como uma escolha. Já que é exercício aeróbico com queima de gordura, trabalha a respiração e a articulação, além de doenças como como artrite e osteoartrite.

A corrida é uma ótima alternativa. O programa ao ar livre é muito bom para a mente e ajuda a manter o corpo totalmente em movimento.

O ideal é que a rotina de corrida seja adequada em, pelo menos, três vezes na semana – no entanto, nada de começar se achando atleta. Faça caminhada leves e escute os sinais do seu corpo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.