Skate na comunidade: Projeto de Porto alegre leva o esporte a periferia

Skate na comunidade: Projeto de Porto alegre leva o esporte a periferia

Primeiramente. Bruno Oliveira voltou.

Segundo o skatista e professor no seu Instagram ele contou em uma publicação desse afastamento sua volta as redes sociais.

Entretanto sua história de vida é motivadora, com 13 anos um menino, nascido em Viamão na vila São Tomé teve seu primeiro contato com o skate.

Assim graças a seu vizinho que já praticava e lhe apresentou o esporte.

Contudo sua infância no esporte foi difícil, talvez poucos saibam disso. Seu primeiro skate era um skate “camelo”.

Além disso suas roupas não eram adequada para a prática do skate.

Bullyng

Porém isso levou ele a passar muitos bullying pelos skatistas da sua época. Cresceu nessa dificuldade.

Todos dias saia para andar de skate e o sonho dele, passou a poder viver um dia do skate, seu esporte amado.

Embora tenha crescido nessa dificuldade, todos dias saia para andar de skate e o sonho dele, passou a poder viver um dia do skate.

Skate um sonho

Conforme o tempo foi passando, Bruno Oliveira conseguiu com a ajuda de muitos amigos, que ajudavam com esse incentivo ele foi a frente e conquistou o carisma de todos com seu rolê.

Logo após ter conquistado campeonato, veio uma queda que lhe tirou do skate por 3 anos e com coração grato a tudo que ele viveu.

Logo após fundou um projeto com alguns amigos chamado “Skate
na Comunidade”.

Com o propósito de ajudar muitas crianças na sua comunidade, com a prática do esporte

No entanto as incentivava a seguir um caminho melhor, não ao caminho mais fácil e que muitos nascido de vila se vão.

Definitivamente foi ai que esses trabalhos cresceram pelo Brasil, televisões lhe procuravam, jornais, rádios e todos tipos de mídias.

Viralizou pelo Brasil, saindo em sites famosos! Sua história de vida foi
tão inspiradora.

Assim o levou parar escolas, e diversos lugares com interesse para assistir sua palestra, sobre sua vida.

Jovens, crianças e adultos lhe cercavam para pode tirar uma foto, ter um autógrafo dessa pessoa humilde, que lutou para alcançar muitas coisas.

Viajou o Brasil, lotou escolas e projetos por onde ia, o Brasil, chegou a ser cobiçado no mundo, onde faria viagens no ano de 2020.

Ele parou do nada, sumiu das redes sociais, do seu Instagram que tinha muitos fãs, páginas de fã clubes também.

Essa pergunta muitos faziam a ele, e procuravam entender.

Onde está ele? Depois de 5 meses ele voltou e trouxe algumas respostas para este acontecimento. Ele disse assim em um dos seus posts:

“Voltei a rede social para expor 2 coisas apenas, meu trabalho com o skate (professor particular) e uma vida que me foi dada por Cristo! Disso, quero desfrutar e mostrar apenas”.

Leia mais:

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.