Trilhas de bike | 5 dicas para quem quer começar

De uns tempos para cá, tem sido cada vez mais crescente o número de pessoas interessadas em “começar a andar de bike”.

Seja em razão dos tempos vividos, que levaram muitos a buscarem o estilo de vida outdoor.

Ou, então por aqueles que já queriam dar um upgrade no lifestyle.

Trilhas de bike

Decerto este é um dos assuntos sobre os quais mais tenho sido questionada, nos últimos dias, então compartilho, com prazer, algumas dicas.

Antes de mais nada, a “bike” possui uma série de modalidades e estilos que podem ser explorados – mountain bike, ciclismo, bicicletas de rua, elétricas, etc.

Mas, hoje, vamos focar nas trilhas off-road, para iniciantes. Vamos lá?

1 – Capacete, luvas e garrafinha de água:

ítens obrigatórios, que correspondem à sua segurança. Embora segurança na trilha seja um tema vasto, a dica começa com estes 3 ítens,
básicos.

Nem pense em sair de casa sem eles, assim como você não pensaria em sair para o rolê sem filtro solar, certo?

2 – Companhia:

alguém que já conheça o caminho é fundamental, por mais inofensivo que
este possa parecer. Entretanto, se você não conhece ninguém que pedale, e que possa te “aplicar” nas trilhas, procure um grupo de bikers na cidade que estiver.

Recentemente, viajando por cidades onde não conhecia o off-road, já chegava no destino me informando onde se encontrava o grupo de bikers local. Dessa maneira, a acolhida que recebi nestes grupos foi incrível.

Utilize essa estratégia e depois me conte sua experiência.

3 – Bike:

a dica aqui é: tente não comprar uma, antes de sair para uns 2 ou 3 passeios na trilha.

Ou seja, se você tiver alguém que te empreste, ou se conseguir alugar uma bicicleta, é melhor (há poucos ciclo shops com este serviço de aluguel, mas existem).

Isso porque, pedalar em uma trilha requer bastante esforço físico, no geral. Assim o ideal é vivenciar o tipo de estímulo físico necessário, antes de investir numa bike.

4 – Camiseta de meia-manga:

sabe aquela marca de sol, de camiseta – não muito bonita – que
muitos ciclistas possuem no braço? Há uma razão.

Eventualmente, em uma queda, o ombro será um dos primeiros locais a colidir com o solo (lembrando que suas mãos já estarão protegidas pelas luvas). Os galhos de árvores e plantas, outrossim, também são frequentes na altura dos ombros.

Dessa forma evite utilizar regata, de início. E segue o jogo.

5 – Vá de tênis

mas isso não é óbvio? Não. Você verá a maioria dos ciclistas, provavelmente, utilizando calçado que os mantêm “clipados” à bike (aqui entram as famosas “sapatilhas de taquinho”).

Acontece que, ao mesmo tempo em que aumentam a performance de um atleta, tais calçados possuem um período de adaptação.

Assim, se a intenção é curtir o rolê – e tomar gosto pelo esporte – vá de tênis: solto e confortável para curtir.

Posteriormente, será o momento para pensar em mensurar seu “desempenho”, ou mesmo na “evolução” do seu pedal.

DIVIRTA-SE (muito)!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.