Zumba Fitness: derrete calorias e tonifica as pernas, abdomens e glúteos

Zumba Fitness: derrete calorias e tonificar pernas, abdomens e glúteos

Primeiramente não é de hoje que as aulas de zumba enchem as salas das academias pelo Brasil a fora.

Definitivamente, a dança ficou ainda mais intensa e dinâmica!

Strong by Zumba

O Strong by Zumba, modalidade lançada recentemente em Orlando, nos EUA, promete queimar calorias e tonificar pernas, abdomens e glúteos.

A princípio as aulas tem a duração de 55 a 60 minutos. Começa com um aquecimento e passa por quatro etapas, nomeadas de quadrantes.

Que são separadas por movimentos simples, dessa forma bem característicos da zumba tradicional.

Durante alguns momentos, são realizados movimentos de peso corporal e exercícios funcionais como agachamento, avanço e burpee.

Além disso, sincronizado com as batidas de músicas criadas especificamente para a modalidade.

A parte da dança acontece em breves intervalos, assim servindo como uma transição entre uma etapa da aula a outra.

Iniciantes

Como a aula pode ser adaptada a diferentes níveis de condicionamento físico, o instrutor pode escolher movimentos mais ou menos desafiadores.

Assim, dessa forma mesmo os iniciantes da prática de zumba podem encarar a sessão com tranquilidade.

Quem já tem um bom preparo, porém, pode optar por aulas de nível bem mais avançado.

Independentemente de idade, sexo ou nível de condicionamento, os exercícios de alta intensidade aliados a dança podem aumentar a resposta ao treinamento fisiológico.

Por isso resultar em maior queima calórica, e aumentar a capacidade do
organismo de queimar calorias mesmo depois do treino (EPOC).

A sincronização do movimento com a música deixa a execução dos exercícios muito mais fácil, as batidas desafiam os alunos a encontrar força, energia e mobilidade.

A novidade já desembarcou no Brasil e pode ser conferida pelo
professor belo-horizontino Giuliano Cangiani, o único brasileiro treinado até o momento para o método.

Zumba Fitness: derrete calorias e tonifica as pernas, abdomens e glúteos

Confira o vídeo:

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.