Você tem feito parte do movimento antirracista no mundo? Como se movimentar?

Primeiramente, para endossar o movimento no mundo é preciso escuta. Até porque, somente quem sente as dores tem a capacidade de falar sobre elas.

Nesse cenário, compreender e acolher a dor do outro é um processo fundamental. Assim como a compreensão dos lugares de privilégio de cada um.

Ações no mundo

Sabendo disso, fica mais fácil colocar em prática ações para o movimento antirracista no mundo. Recentemente, a questão do cabelo negro se tornou pauta mais uma vez.

Ao longo das décadas, o cabelo crespo foi motivo de luta. Tanto que se tornou símbolo de resistência do movimento. Recentemente, o assunto mobilizou a internet, apoiando um episódio com o participante João, do Big Brother Brasil e com a cantora Ludmilla.

Não venha você com o tal do #mimi

Em 2020, o mundo deu uma remexida e muita gente quis entender que racismo não era #mimi. Assim, endossaram campanhas que traziam o movimento antirracista do mundo

Tudo isso conduzido após ao assassinato de George Floyd. Dessa forma, a BlackLivesMatter encabeçou o topo dos trendings mundiais. Assim, o movimento Black Lives Matter (Vidas negras importam), criado em 2013, ganhou dimensões gigantescas.

Engajamento social em prol do movimento antirracista

As pessoas de todo mundo em prol do movimento antirracista foram às ruas. Nesse contexto, elas não queriam o silenciamento ou o apagamento social. O tempo era de luta e engajamento público.

Logo após o movimento, as redes sociais foram tomadas por um quadrado preto. Dessa vez, foi a ação Blackout Tuesday que nasceu nas redes sociais.

Apagamento social ou movimento antirracista no mundo ?

A ideia consistia na postagem de uma foto preta no Twitter, Instagram ou Facebook. Tudo com a finalidade de trazer usuários à reflexão sobre os acontecimentos racistas.

Na ocasião, Rihanna, Elton John, Taylor Swift, Justin Bieber, Cardi B, Shakira, Demi Lovato, entre muitos outros aderiram à campanha.

Contudo, para muitos pesquisadores, o movimento surgiu como um processo que visa silenciar os negros. Muito de falar sobre o processo educador do negro contra o racismo.

Mas qual o papel do branco antirracista? Estude, ouça e escute. Esses são caminhos necessários para o movimento antirracista no mundo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários estão fechados.